A culpa é do PSDB

Acabo de postar isso no Facebook:

Um governista com problemas de entendimento de texto veio sacudir o dedo no meu nariz — na verdade, no meu cabelo — lá no blog. Entre outras coisas, escreveu o seguinte:

“Infelizmente na democracia vc terá que conviver com isso: a vontade da maioria. E a maioria está com ela, cara colunista.”

Aí está o erro em que toda a classe política caiu: a maioria não está com Dilma. A maioria não estava com Dilma nem quando ela foi eleita, com 56% dos votos. É só fazer as contas: Serra teve quase 44%, os votos em branco foram 2,3% e os nulos 4,4%. As abstenções ficaram em 21,5%.

Quer dizer: apenas entre os eleitores, 72,2% ficaram contra Dilma. Digo isso porque abstenção, tipicamente, não é coisa de quem está a favor de candidato algum. Se eu sou uma eleitora empolgada, que quer ver no poder o candidato A, B ou C, eu vou às urnas. Se não estou nem aí para o processo eleitoral, é que não estou a favor de ninguém.

O governo não soube fazer essa conta, e tratou a maioria como desprezível minoria de descontentes. Pior papel ainda fez o PSDB, uma oposição que não ousa dizer seu nome, e que desde que Lula chegou ao poder age com luvas de pelica.

Para mim, aliás, o PSDB é o principal responsável pelo clima de descontentamento geral no país, ao não fiscalizar o PT e ao não dar voz à maioria de brasileiros. Não há quem aguente passar uma década sem se sentir representado, sem ouvir de político algum o que gostaria de gritar nas ruas.

Uma coisa da qual não se pode acusar o PT é de não saber fazer oposição. O PT fazia oposição em tempo integral — muitas vezes uma oposição burra, antidemocrática e antipatriótica — mas oposição. Quem não estava contente com o governo tinha, pelo menos, o alívio e a satisfação de ouvir as suas opiniões bem gritadas em Brasília.

Eu nunca “fui” PSDB, como as pessoas são Flamengo ou Vasco. Nunca me senti verdadeiramente representada por partido algum. Eu me senti, eventualmente, representada por pessoas: fui Mário Covas, fui Fernando Gabeira — os dois votos que dei com mais certeza e felicidade. De resto, passei a vida escolhendo os menos piores.

PS — Antes que um novo governista venha me acusar de desconhecimento da cena política — onde escrevo PT leia-se PT + balaio de gatos que o acompanha; onde escrevo PSDB, idem.

Anúncios

29 respostas em “A culpa é do PSDB

  1. Às vezes me vem à cabeça um raciocínio meio estranho… será que o Lula não botou a Dilma como “Presidenta”, como ela gosta de ser chamada, sabendo que com a falta de jogo de cintura dela e notória autoridade centralizadora, para
    depois, quando o circo estivesse pegando fogo, ele, Lula, aparecesse, para nossa infelicidade e tradição lusitana, como o D. Sebastião na versão tropical ?

    • Gretel, esse é um raciocínio que mesmo não sendo central é corretíssimo…contudo, não bastou isso, a democracia populista em curso se montou e monta de forma inteligente, para o mal, claro, de nós brasileiros, como um todo…porque beneficia principalmente alguns, o bolso e o carisma populista de alguns, sendo o principal…Luis Inacio Lula da Silva, vulgo Lula. Mas esteja certa, o mais importante agora é ficar de olhos bem abertos, principalmente pelo “golpe” do plebiscisto para convocar uma Constituinte e retalhar a Cosntituição de 1988, sobrerana e democrática. Não podemos esmaiecer…estar atento agora é o principal, porque democracia feita nas ruas tem de tudo… #acordabrasil!!!!!!

    • Exatamente isto que vc escreveu Gretel. Já estão chamando o Lula para assumir…(D’US nos livre). Quem não sabe que foi um mandato tampão?

  2. Cora, parabéns e obrigada, Assino embaixo, e grifo. Soninha Francine, não sou paulista e só te conhecia pela imprensa. Voce me surpreende pela sua coragem. ; isto é fazer sadia oposição. Pelo menos uma!

  3. Chico Buarque não, por favor!!!! Esse está caladinho porque está no palanque do Estado e essa música teve sua função lá nos idos dos anos de 1960…menos sonhos românticos para embalar uma democracia em suspensão!!!!

  4. Tem dias que a gente se sente
    Como quem partiu ou morreu
    A gente estancou de repente…….
    ……….a gente quer ter voz ativa
    no nosso destino mandar……
    Chico Buarque

    Estou escrevendo em partes porque meu computador tá doido.

  5. É PT mais balaio de políticos. Eles estão morrendooooo de medooooo. a expressão da presidenta nas imagens da TV era de pânico pelo que está acontecendo,
    Por essa eles não esperavam. Agora estão querendo mostrar serviço. Porque se não fizerem vão sair daquele congresso expulsos pelo povo.

    • Sonia…o texto da Cora é uma boa resposta ao interlocutor petista que a questionou, já comentei isso, mas democracias românticas não existem…penso que podemos dizer que os políticos que compõem o establschement atual levaram um susto e só, estão respondendo não com serviço, mas sim com propostas polêmicas nas quais todos os cidadãos brasileiros devem estar atentos, TODOS, porque nesse momento não basta ser contra ou a favor…é muito mais que isso… Sorte a nós cidadãos, porque precisamos e vamos precisar de muita!

  6. repetindo…boa, Cora Ronai! E para qualquer outro que esteja pela web só atrás de sujar, fiscalizar, espionar e etc…a praia do outro que vá se cata, ou ainda como diria minha bisavó portuguesa: vá tomar banho!
    Ah, e uma outra coisa que talvez faltou ou não coube no seu texto:uma coisa o PT (e diga-se, para o qual fiz militância durante uma década e votei muitas vezes até o Sr. Lula subir ao poder com seu balaio de gatunos e dizer a que veio, quando fiz uma mea culpa…Ufa!), uma coisa o PT faz bem…deixa todo o seu séquito achando que cada um é o Estado, não são representados, são cada um deles o Poder, o Estado….e diante disso pode-se dizer que essa é a verdadeira massa de manobra!

  7. Cora, eu fui PT “a vida inteira”, votei no Lula em todas as eleições que ele disputou, e hoje vejo como a oposição feita por ele (por nós) foi aguerrida, estridente e… desonesta. Vi a minha bancada de vereadores (exerci mandato de 2005-2008) PLANEJANDO mentiras. A portas fechadas, avaliando um projeto como bom e tomando a decisão meter o pau em plenário. Hoje vejo como fomos ingênuos, ignorantes ou desonestos ao condenar ações de governo com palavras de ordem atraentes e FALSAS. Aí saí do PT e vim para a oposição. Para começar, somos uma minoria espremida no Congresso Nacional. Gritamos à beça – ainda mais o PPS – e ninguém ESCUTA. Outro dia brigamos por uma emenda que limitasse o lucro dos dirigentes dos bancos (nos EUA e Europa, os bônus pagos a eles foram motivos de grande escândalo, mais ainda quando o sistema bancário começou a ir a pique). Ela foi elogiada por muitos no plenário, inclusive do PT. Pergunte se passou… (NAO, claro). Mas ouvem mais o diacho do Feliciano e seus opositores (que tb sou) do que os minúsculos partidos de oposição. Sem falar que os grandes grupos da Sociedade Civil Organizada – centrais sindicais, uniões disso e daquilo – são GOVERNO. Hoje mesmo estive na Câmara Municipal de São Paulo. O que o Haddad está fazendo com seu rolo compressor para aprovar qualquer coisa, eu nunca vi. Talvez nos tempos do Janio, pré Constituição de 88. A imprensa aqui anunciou com grande estardalhaço, como se fosse porta-voz, o “Programa de Metas” do Haddad. Reproduzia no noticiário as palavras exatas do texto oficial: “Haddad FARÁ, CRIARÁ, ELIMINARÁ”. Análise zero de um plano cheio de embustes. Agora a máscara do plano começa a cair oficialmente – embora o documento referente a isso estivesse na página 118 do Diário Oficial de sexta-feira (quem lê???). Na Meta “Bilhete Único Mensal”, uma de suas grandes bandeiras de campanha, que depois da sua posse a mídia tb anunciou como se fosse release, não tem PREVISÃO de entrega em 2014. No projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias, que estipula o que o governo pretende (promete?) fazer ano que vem, a meta “Bilhete Mensal” tem a seguinte observação: “Não se aplica”. E a mídia… CADÊ?? Havia QUATRO pessoas da sociedade civil hoje na Audiência Pública da LDO (eu era uma delas) e uns 15 assessores de vereadores, nada mais. Eu gritei como pude – tuíter, blog, site da Câmara. Adianta???? Rede social é lindo, mas se não sai na Globo, na CBN, vereador não tá nem aí. E depois essa mesma mídia porta-voz, preguiçosa, com pavor de dar voz a oposição (o Lula sempre tinha microfone, ao menos), depois critica muito em seus editoriais a… oposição. (Como se só os tucanos existissem, aliás). Haja persistência da nossa parte! Um dia eu desisto. Por enquanto, ainda aguento.

  8. Apesar de me opor ao governo estadual, discordo desse acampamento no Leblon. Até mesmo o código de conduta da Cosa Nostra deixava a familia fora de qualquer desavença. Querem cobrar moralidade, podiam começar dando exemplo.

  9. Essa, que se intitula presidentA, está completamente fora da realidade e dos anseios do povo brasileiro. Ela quer passar por cima das leis, porém a oposição não vai permitir. Ela pensa que é a deusa e a poderosa do País, que um dia contou com Ulysses Guimarães no Congresso, a fim de elaborar a Constituição de 1988 (coisa que ela quer fazer sozinha e pensa que pode). Também tivemos um Mário Covas, um homem com dignidade máxima (em São Paulo) em quem votei sempre. Pena que existem cordeirinhos e desinformados atrás da presidentA, talvez querendo um cargo público. Ela pegou a arma pra si mas, quando apertar o gatilho, o tiro vai sair pela culatra. Se vai…

  10. Nos últimos dias tenho sido informada via internet de vários escândalos e me pergunto onde estava o PSDB que ,nao me contou isso. Fiquei chocada Sb o escândalo q envolve o governo Lula na compra de uma petrolífera no Texas(leia texto tom leao) Sabia que a Petrobras nao dava mais tanto lucro,mas que estava tao mal assim é outra coisa.
    Agora vamos combinar,a imprensa também sempre morreu de medo de ser politicamente incorreta com o todo Salvador da Pátria -Lula e isso em parte pode ter influenciado a posição do partido.
    Em relação ao comentário acima ,nao é porque sou sua leitora que terei sempre que concordar com vc. ,porém….mais uma vez concordo com vc!

  11. Esse malabarismo com numeros é uma marca governista, vide a criatividade usada para melhorar o resultado do superavit primario de 2012. Ainda bem que vc tá de olho nos numeros e com boca no trombone.

  12. Fabio Silva me corrigiu lá no FB:

    “Concordo integralmente com o texto e discordo absurdamente da conta. Somar os votos válidos do Serra com o abstenções, brancos e nulos e dizer que 72,2% do país foram contra Dilma é um grande erro matemático. Dilma teve, no segundo turno, 55.752.529 de votos. Considerando que o número de eleitores era de 135.804.433 significa que ela teve um percentual total de 41% de votos. Desta forma 59% e não 72,2% foram “contra” Dilma. Continua sendo a maioria contrária, mas há um erro crasso no seu cálculo, com todo respeito.”

  13. Cora, não são 72% “contra Dilma” e sim 72% dos eleitores deram votos válidos (tirando abstenções, brancos e nulos). Votaram na Dilma 56% destes, portanto 40,2%. Contra a Dilma seriam os não-válidos, abstenções e votos do Serra, 59,8%.

Diga lá!

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s