O triunfo da Samsung

Não teve para ninguém: a semana foi da Samsung e de seu Galaxy S4. O lançamento deste novo topo de linha fez tanto sucesso que já existem analistas prevendo que a empresa coreana vai crescer ainda mais em 2013 do que cresceu em 2012 — o que não é pouca coisa, considerando-se que, ano passado, ela se firmou como a maior fabricante de celulares do mundo, atingindo uma fatia de mercado de 29% (em segundo e terceiro lugares estão Nokia, com 24% e Apple, com 10%).  

O fato é que, de todos os fabricantes de celulares, a Samsung é a mais interessante de se observar atualmente. A Apple também pensa assim, e está numa posição defensiva escancarada: atacou o Android um dia antes do lançamento do S4 e, dois dias depois, pôs no seu site uma campanha chamada “Why iPhone” (apple.com/iphone/why-iphone/), explicando porque o iPhone 5 é o rei do bairro chinês. Há um ou dois anos, quando todo mundo concordava com isso, essa seria uma campanha desnecessária — e impensável. Mas a Apple não nasceu para ser humilde e, até aqui, suas jogadas não passaram de gol contra. Entre outras tiradas, Phil Schiller, seu vice-presidente, deu a entender que o novo aparelho da Samsung chegaria ao mercado com um sistema operacional defasado: errou feio, errou rude! O S4 chegou com uma versão do Jelly Bean tinindo de nova. A bravata pegou mal para a Apple. Muito mal.

Enquanto isso, a Samsung nada de braçada no que é, sem dúvida, o seu melhor momento até aqui. A empresa sempre foi boa de celulares, mesmo nos tempos da telefonia a vapor: seu SPH-M100, o famoso UpRoar, lançado em 2000, foi o primeiro do mundo a lidar com MP3. Não cheguei a conhecê-lo em pessoa mas, pouco depois, tive, em sequencia, dois Samsungs marcantes — o P400, de 2003, um flip com tela basculante, e o D500, de 2004, um dos aparelhos de que mais gostei até hoje sob todos os aspectos, do design ergonômico ao software simpático. O P400 se perdeu na poeira da estrada, mas o D500 está na minha coleção, e permanece bonito até hoje.

Foi na Era Android, porém, que a Samsung se lançou ao estrelato. Seu crescente sucesso na área de smartphones coincidiu com o declínio da Nokia; na verdade, as posições que a coreana galgou no mercado foram perdidas pela finlandesa. A concorrência está longe: Nokia e Apple trabalham com sistemas operacionais diferentes, e a ZTE e a LG, que ocupam a quarta e quinta posição mundial, e que também fabricam Androids, têm, respectivamente, 6% e 4% de market share.

o O o

Enquanto isso, no lado extravagante do mundo, a Vertu — lembram dela? — lançou um smartphone ao precinho camarada de… US$ 10 mil! O aparelho de titânio tem tela com cristal de safira, acabamento em couro de jacaré, rubis incrustados e tudo o que um ser humano definitivamente não precisa num celular; por outro lado, o novíssimo modelo Ti vem com o já antigo Android ICS. Tem gente que confunde mesmo as prioridades…

Até o ano passado a Vertu pertencia à Nokia; agora pertence a um conglomerado inglês.  A ideia por trás dos seus cafoníssimos celulares é impressionar o mundo: ela já teve um modelo vendido a mais de US$ 300 mil, o Signature Cobra, em ouro e brilhantes.

Para que seus clientes não passem por completos idiotas, porém, a Vertu alardeia o seu serviço de concierge, através do qual os usuários podem marcar viagens, pedir dicas de hotéis e restaurantes, reservar lugares em espetáculos e assim por diante. Muito útil para nós, pobres mortais, mas desnecessário para quem pode dar R$ 20 mil num celular defasado — e, provavelmente, tem uma quantidade de assistentes na retaguarda.

(O Globo, Economia, 23.3.2013)

Anúncios

7 respostas em “O triunfo da Samsung

  1. Curioso, tenho o meu S2. Minha esposa o S3. Minha filha e TODAS as amigas, tem IPHONE. Sendo que o dela é I5, o que causa comoção em todas as garotas !

  2. Cora, mandei pelo FB, uma petição , feita pelo meu filho,ao Ministro das comunicações Paulo Bernardo Silva: Não bloquear o IMEI de telefones celulares comprados ou vindo do exterior…
    Vc sabe alguma coisa ?

  3. Realmente o hardware impressiona, mas estou tão acostumado e satisfeito com o IOS que nem tenho vontade de experimenta-lo. Lembra-se quando o Millestine foi considerado o smartphone do ano? Duvido que alguém o compraria usado, mas se puser um 3GS a venda aparecerão muitos interessados.

  4. Não ficou claro se essa fatia refere-se a unidades vendidas ou faturamento. Acho importante essa distinção pois o preço dos aparelhos vendidos pela Samsung são bem inferiores aos da Apple.

    Outro fato, não menos necessário para essa analise é que a Samsung não desenvolve seu OS. Ela instala o sistema do Google ou da MS e tchau. A Apple, além de desenvolver o iOS, tem a App Store nas mãos e ainda por cima vende conteudo (musica filmes series livros).

    Outro exemplo da dificuldade de comparar as duas gigantes com numeros absolutos: o faturamento da Samsung em 2012 foi um pouco maior 188 bi contra 157 da maçã. Só que Apple contrata 76 mil funcionarios, ja a Samsung precisa de 221 mil funcionarios.

  5. Embora não entenda praticamente nada do assunto, faço analogia com meu carro. Ele já tem um bom tempo de uso, jamais me deixou na mão, está sempre em dia e passa em todos os testes que o governo inventa para “roubar” dinheiro da gente. Por que eu iria fazer sacrifício, comprar um carro tinindo de novo, com todos os acessórios e conforto e quetais, gastar uma dinheirama se não o utilizo todos os dias? Meu percurso, quando “enorme” é de 70km, quando vou à casa de minha irmã (isso uma vez por ano, pois é ela quem vem à minha casa). Quem vê a quilometragem dele, nem acredita. Claro, só o uso quando preciso e dinheiro, infelizmente, não se acha na rua, não é mesmo? E viva meu Fiesta!

Diga lá!

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s