Notícias da Famiglia

Parece que Old Man Lucas finalmente começou a reagir: os exames estão bons, ele já anda pela casa toda e voltou a miar para reclamar da vida.

O único porém é que continua sem se alimentar. Continuo forçando alimentação, dando Cobavital e oferecendo mil guloseimas — ele às vezes come um tiquinho de carne moída, uma fatia de blanquet ou lambe o suco de um sachê, mas não sai disso.

Amanhã o Alex vem dar mais uma geral nele para ver o que podemos fazer em relação a isso.

Agradeço de coração o carinho de vocês, e peço que continuem na torcida: meu véinho tem que sair dessa…

Anúncios

43 respostas em “Notícias da Famiglia

  1. Cora,e sempre uma delicia acompanhar sua coluna de quinta feira,principalmente quando são notícias da Famiglia Gatto .Aqui tenho minha veinha,cheia de artroses, a siamesa Kelly,com 18/19 anos.A visão esta fraquíssima ,anda claudicando ,mas a inteligência ,elegância e mania de ficar reclamando com o que estiver fora do lugar,a capacidade de socialização com os humanos (principalmente com visitas),continuam intactas.E a implicância as vezes com o Tom ,o meu ‘canalha amarelo’,continua firme(dez anos mais novo ,lindo e medroso ).Perdemos em 31/01 a Mimosa,fofa,uma Lady,mas que armava um barraco se aparecesse um gato estranho no pedaco(ela era da minha mãe de coração ,que ficou inconsolável). Espero que o Lucas se recupere,os siameses são longevos,me parece,e ele vai superar. Moro na Tijuca ,e aqui perto,na GalEspirito Santo Cardoso,tem um terreno vazio,com paredes na frente com uns buracos ,aonde sempre há comida e agua para os gatinhos que ficam no terreno.Quem coloca,segundo o dono da casa de ração aonde eu compro,e uma velhinha ,a quem ele chama de ‘Dona Miau’,e que as vezes esta sem dinheiro ,a aposentadoria nao saiu ,mas pode para ele ‘pendurar’,mas nao deixa de comprar a ração dos bichinhos.Lindo ,nao e?Um abraço de sua leitora e admiradora de gatos,Maria Teresa

  2. O a/d já salvou alguns dos meus amados peludinhos. Sem querer comer eu dava aos pouquinhos na boca e eles eram obrigados a engolir e assim aos poucos se recuperavam. O Garfield quando ficou doente aos 3 anos de idade (ele viveu até os 16 anos, lembra?) e a Meggy (minha pincher) aos 9 anos ficou muito mal e também viveu até os 16 anos.
    Agora estou cuidando do Antonio (o siames do meu sobrinho) que ficou mal (ele tem 3 anos). primeiro o alimentei com a/d e agora o apetite voltou e como o veterinário dele acha que não se deve dar ração seca (mesmo a urinária) ele come atum light, o sachê urinary e descobri algo que ele adorou = aquele “filé de peito cozido e desfiado light” da Rica. É congelado e o pacote é de 400 g. Eu descongelo aos poucos, corto um pedacinho de cada vez e ele adorou. Será que o Lucas vai gostar? Quem sabe? Estou torcendo por ele.

  3. Cora:
    Sugiro que você ofereça requeijão (daquele em copo, o light é melhor). Eu tive um gato que ficou doente e se recusava a comer qualquer coisa que não fosse requeijão. Ele sobreviveu graças a isso. E o veterinário disse que o requeijão faz muito bem para os bichinhos.
    Boa sorte!

    Silvia.

  4. Psssst.. Lucaaaas, como vai o apetite? Népias?… Não pode ser! Já ouviste falar de lipidose hepática? Pois, pois! Então, faz-me o gentil favor de comer como gente grande. Combinado?
    Turrinhas amigas.

  5. Torço tanto por ele quanto torci pelo Irineu. Adoro sua famiglia. Eu poderia fazer uma pergunta curiosa em relação ao veterinário ?

  6. Valeu, amigos! Em tempo: a Famiglia toda, com exceção da Matilda, que só gosta de ração seca, adora um frango de padaria. Temos servido este petisco a Old Man Lucas, mas sem muito resultado…

    • Lucas é requintado… Não gosta de comida de padaria. De rotisserie, quem sabe… Esse jovem senhor ficará bom, sim. Nossa torcida é grande. Ron-ron pra você, Lucas.

    • É isto mesmo que você falou, Cora: quando o Mondrian quase morreu de pneumonia e ficou sem comer, voltou a comer a partir da água sanguinolenta da carne. De uma hora pra outra.
      Mas, qualquer coisa mande um SOS, que eu levo um frango da Viriato aí pro seu gatinho enfermo (e mais uns pros demais, ou a briga vai ser grande).
      Saúde pro Lucas!

    • ehehe… ainda tô espantado com essa história do frango de padaria. 🙂 aqui os bichanos só comem ração. nem whiskas, nem sachê nenhum, nem franguinho, nada. tirando a Pipoca, que adora umas migalhinhas de bolo, uma ou duas, de vez em quando, é só ração seca mesmo. se bem que… faz tempo que não entra um frango de padaria aqui em casa. vou pedir a minha irmã para testar qualquer dia. 🙂

  7. cora, de o soro com cloreto de potassio. so isso fara com que ele tenha qualidade de vida no final da vida.

  8. Que boa notícia, Cora!
    Diz pro Lucas que ele está muito velho pra fazer dieta. Depois de uma certa idade, a gente tem mais é que comer bem.
    Bjs pra vcs todos

    • aqui em casa, Pipoca, Paçoca e Gregório mandam ronronados e lambidas carregados de boas energias. Princesa, Mel, Paçoca e até a hóspede Bebê capricham nos latidos de apoio. e Vitória e Vitório, que são tartarugas recatadas e não dizem nada, estão com os dedos cruzados, viu, Lucas?

      (nossa gataiada e as tartarugas estão no sossego. já as cachorrinhas resolveram todas dar trabalho juntas.)

      a Princesa foi operada e está bem. final do ano passado apareceu um tumor na boca; foi um susto. graças a Deus, era benigno, porém, agressivo. foi removido pequeno, voltou e logo mostrou que iria dar trabalho. a solução nesse caso: serrar o pedaço “contaminado” do osso da mandíbula. a Princesa acabou ficando sem um pedaço da mandíbula, bem na frente, serraram tudo a partir dos caninos inferiores. esteticamente pouco se percebe. e ela passa bem, está comendo e já está para livrar-se dos remédios.

      a hóspede Bebê, que foi diagnosticada com leptospirose, terminou o ciclo de doxiciclina – antibiótico – no domingo. o hemograma está perfeito. mas resta ainda uma sorologia para confirmar se está finalmente livre do ataque das leptospiras. enquanto isso, nada de tomar vacinas, ser castrada, muito menos poder ser adotada. mais 20 dias de expectativa e torcida. é a vida.

      Deus sabe o que faz.

      por conta de a Bebê ter chegado em casa e sido já diagnosticada a leptospirose, pela preocupação das veterinárias do Hospital Santa Inês, tivemos de fazer a sorologia das nossas 3 meninas – Princesa, Mel e Filó. e não é que tivemos surpresas?

      a sorologia da Princesa deu não reagente – ou seja: sem leptospiras. mas a Mel e a Filó deram reagentes para alguns sorovares.

      mas como?! quem explica? elas não tiveram contato com a urina da Bebê, nem a cheiraram, e sempre viveram as 3 juntas… como pode?

      eis a providência divina: acabamos descobrindo a possível causa misteriosa dos ataques sucessivos e crescentes ao fígado da Mel e ao da Filó. havia mais de 1 ano estávamos investigando, fazendo e refazendo sem sucesso exames, tentando descobrir o que provocava as crises passageiras mas cada vez mais agressivas de vômito, diarréia, inapetência e apatia nas duas. havíamos acabado de fazer investigações com a endocrinologista e o próximo passo seria investigar fazendo uma biópsia quando a doutora resolveu, por precaução, pedir, antes do exame mais invasivo, pedir a sorologia para leptospirose e… bingo!

      Mel e Filó chegaram em casa com mais de 1 ano – ou seja: viveram nas ruas por mais de 1 ano, podendo ter tido contato com urina de rato, água de enchente etc. tendo sido contaminadas, apesar de assintomáticas. receberam depois vacinas, normalmente, sem desenvolver a doença. foram castradas e a partir daí, talvez pela queda da imunidade, começaram a apresentar crises de fígado.

      (a Princesa chegou em casa com 2 ou 3 meses, provavelmente sem ter tido contado com urina de ratos, em época de estiagem, e sempre foi vacinada, tendo desenvolvido a imunidade necessária para protegê-la, mesmo convivendo a partir dos 8 anos com as outras duas.)

      o que deveria ser um caso raro, na verdade, só em minha casa, hoje tenho 3: três cadelas contaminadas por leptospiras e “assintomáticas”: Bebê, Mel e Filó.

      agora estamos tratando Mel e Filó como tratamos a Bebê nesse tempo todo: duas fases de antibióticos. se realmente os ataques ao fígado de ambas pararem e as sorologias de controle futuras demonstrarem o controle das leptospiras, acabamos descobrindo a causa dos problemas da Mel e da Filó por um acidente de percurso – ou uma ajudinha Superior: chamada Bebê com leptospirose.

      Deus é bom, sabe o que faz. a gente é que se perde um pouco, de vez em quando. ainda bem que Ele tem paciência. 🙂

      beijos!

  9. Recado pro Lucas:
    -coloca ele aí na frente da tela-

    – Faz o favor de sair dessa logo porque senão eu vou aí comer todas as suas guloseimas!!!

  10. Força, Lucas, e sai dessa o quanto antes. Come bonitinho e verás que, em menos de nada, passas de “Old Man Lucas” a “Young Man Lucas”, pronto para ir do Leblon ao Arpoador e voltar 10 vezes, sem parar, sequer, para alisar os bigodes. Já reservei lugar no passeio, para te aplaudir.

  11. Sei que vc sabe muito mais de gatos do que eu, mas é melhor pecar pelo excesso do que pela falta. Tenho uma gatinha que teve câncer e enquanto fazia quimioterapia não comia nada de jeito nenhum. As vezes eu apelava e ela comia um pouco de salmão grelhado ou…imagina…frango assado de padaria! Mas o que me salvava mesmo era o AD. Eu espalhava no focinho dela e nas patinhas e ela tinha que lamber. Hoje, graças a Deus, oito anos depois ela está ótima. Seu Lucas tb vai ficar bem.

    • O meu gato também era siderado por frango de padaria- mais precisamente da Padaria Viriato, na Rua Bto. Lisboa, aqui no Rio. Quando a gente saltava do elevador ele já estava gritando do outro lado da porta, desesperado. Eu nunca atinei com o ingrediente que usavam, que tempero era.
      Frango feito em casa, cru ou cozido, ele ignorava solenemente.
      Vá entender…

      Já expressei minha alegria pela recuperação do lindo olhudo Lucas, em outro canto deste universo virtual. Expressando, de novo
      😀

        • Padaria e frango ainda existem e, apesar de muito popular, este já foi considerado pelo Globo, em reportagem, um dos melhores do Rio de Janeiro.
          🙂
          Um gourmet, meu gato…
          Ele subia pela minha calça jeans, se eu demorasse a abrir o pacote, Cláudio

          • ahaha… aqui em casa, os gatos sobem pelas nossas pernas sempre que entramos com sacolas plásticas, havendo ou não comida nelas. o Gregório é o que tem o pior hábito: adora mordiscar um pedaço de saco plástico. ele acorda pela manhã e, antes de dar bom dia, já vai pela casa até encontrar um pedaço de plástico, um envelope, um saquinho, pra ficar mordiscando. se não tomamos cuidado, ele come. antigamente ele só fazia isso depois de beber água, agora é a primeira coisa. 🙂

Diga lá!

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s