Vaquinhas na rede

Elaine Cristina, carioca da Ilha do Governador, é jovem, alegre e gosta de dançar. Em outubro passado um carro subiu na calçada onde ela estava e a atropelou. O choque foi tão violento que a sua perna direita foi arrancada na hora. Hoje ela sonha com uma prótese que lhe permita retomar a vida com independência e dignidade. E, se possível, com um pouco de vaidade também, já que as boas próteses permitem o uso de saltinhos pequenos.

Fiquei sabendo do caso através de Patricia Antonini, amiga de Facebook, que me escreveu pedindo ajuda para comprar a prótese que Elaine Cristina não tem como pagar. Afinal, R$ 28 mil não estão ao alcance de uma brasileirinha batalhadora. Se duzentos de nós nos juntássemos dando R$ 140 cada, propôs Patrícia, a história poderia ter um final feliz.

Mas já existe há cinco anos uma solução mais simples para isso: é o site Vakinha, criado justamente para resolver problemas assim.  Recomendei a Patrícia, portanto, que criasse uma vaquinha. Assim foi feito. E, aos poucos, o sonho de Elaine Cristina começa a se concretizar. Na sexta-feira, três dias depois de entrar no ar, a vaquinha já contava com R$ 3.735.

O vakinha.com.br foi criado para resolver o problema dos presentes de casamento do seu fundador, que ia morar no exterior e não tinha como levar toda a tralha de uma casa consigo. A ideia pegou. Hoje há vaquinhas de todos os tipos no ar, de garotos que querem contribuição para comprar camisetas para um time de futebol a pais que pedem ajuda para  tratamentos de toda a espécie para os filhos. Protetores de animais são usuários frequentes do sistema, para rachar as contas das despesas médicas de bichinhos resgatados.

O funcionamento das vaquinhas é simples. Basta abrir uma conta no site, descrever o caso, estipular a quantia a ser alcançada e o prazo para alcançá-la. Os participantes podem pagar com cartão de crédito ou boleto bancário; o criador da vaquinha retira os fundos quando quiser. O site cobra taxas de 2,9% para boletos bancários e transferência online e 6,4% para contribuições com cartão de crédito.

Se você quiser participar da vaquinha para a compra da prótese da Elaine Cristina, vá até vakinha.com.br e digite “Operação salto alto!” na caixa de busca.  Vá lá! É uma boa causa.

o O o

Assim que começar para valer, depois do carnaval, 2013 promete ser o ano dos sistemas operacionais no planeta smartphone. A gigante chinesa ZTE anunciou que está desenvolvendo um baseado no browser Firefox, o primeiro aparelho movido a Ubuntu chega ao mercado em outubro e, na Finlândia, um pequeno grupo de gauleses, digo, finlandeses, acena com uma reencarnação do MeeGo chamada Sailfish.

Essa história é interessante. O destemido grupo abandonou a Nokia quando esta desistiu de seu próprio sistema operacional (o MeeGo, desenvolvido em conjunto com a Intel) em favor do Windows Phone. Chamou a sua empresa de Jolla, que muito apropriadamente quer dizer bote em finlandês, e lançou-se ao mar. Oficialmente apresentado ao mundo no dia 21 de novembro do ano passado, em Helsinki, o Sailfish causou boa impressão e tem possibilidades reais de sucesso.

A ideia é interessante. Há bastante espaço no mundo para diferentes sistemas operacionais, e há uma base razoável de usuários que adoravam Symbian, gostaram muito do MeeGo que viram no Nokia N9 e não estão satisfeitos nem com o iOS nem com o Android.

As notícias sobre o desenvolvimento de interfaces com o Ubuntu e o Firefox foram recebidas pelo mercado com mais ceticismo. Embora ambos tenham largas bases de usuários, eles pertencem, ambos, ao mundo dos computadores, evolucionariamente anterior ao dos smartphones.

Enfim, quem viver verá.

Por enquanto, vamos todos para a folia. Bom carnaval!

(O Globo, Economia, 9.2.2013)

Anúncios

6 respostas em “Vaquinhas na rede

  1. Cora, aqui em Sorocaba existe uma empresa que faz doações e uns preços mais camaradas, e eles atendem o Brasil todo. Chama-se Conforpés, se houver interesse posso repassar o caso a eles. Em tempos de portas da esperança, todas as proteses doadas foram através deles. Bjo

Diga lá!

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s