#prontofalei

Não aguento mais a estupidez e a ignorância dos fundamentalistas religiosos — de qualquer credo. Sou de um tempo em que religião era questão de foro íntimo: quem tinha tinha, mas não ficava exibindo em público, como medalha por bom comportamento.

Não suporto mais ler caixas de comentários que, por qualquer motivo, viram latrinas imundas, cheias de brados louvaminheiros e palavras de acusação, transbordando um orgulho podre. Sim, porque é disso, afinal, que se trata: todos os que brandem a religião como se fosse a bandeira de um time se julgam superiores aos demais.

Tenho horror dos que, em nome do “amor” entre aspas, semeiam o ódio mais visceral; me repugnam os que falam em nome de Deus — qualquer que seja ele — como se fossem seus legítimos porta-vozes.

As notícias sobre a tragédia de Santa Maria estão cheias de comentários absurdos, que condenam os jovens por se divertirem e lhes negam o Reino dos Céus.

Que pessoas horrendas são essas que têm coragem de culpar as vítimas?!

Que talibãs cristãos, que escória, que choldra desprezível.

Anúncios

47 respostas em “#prontofalei

  1. A Igreja do Brasil elegeu 2013 como o ano dos jovens, pois o país será sede da Jornada Mundial da Juventude (JMJ Rio 2013) que espera receber 2,5 milhões de jovens do mundo todo em meados de julho na capital carioca.

    A comoção com a tragédia foi grande e a maioria das vítimas tinha entre 18 e 25 anos. Como ouvi muitos dizerem “tinham a vida toda pela frente”. E, justamente por isso, parece que a dor foi maior. Eles não tiveram a oportunidade de viver a profissão, a vida que escolheram.

    Para os amigos e parentes que choram pelos seus entes falecidos, somente o amor e a misericórdia de Deus são capazes de confortá-los. Para toda a sociedade, é tempo de aprender com os erros para evitá-los futuramente. É tempo de olharmos para a juventude e fazer algo por eles.

    E nesta tentativa de realmente ajudar os jovens, a Jornada Mundial da Juventude tem como principal objetivo: apresentar outro caminho, uma alternativa, um significado para a vida fortalecida em Jesus Cristo, como farol e rocha firme que nos ilumina e ampara nas circunstâncias mais difíceis.

    Que o Senhor Ressuscitado, vencedor da morte, seja o consolo e a esperança.

    Deus abençoe.

  2. Religião é amor. Não sou um homem religioso. Tenho minhas dúvidas (mas alguma fé, que a gente precisa se proteger) Mas usar a religião pra atacar humilhar escarnecer …. é IMPERDOÁVEL. Crer é pessoal, particular. É direito de cada um. Mas usar a fé como arma é crueldade pura e simples. Respeitem a lembrança dos mortos e o sofrimentos dos vivos. Jovens se divertem riem brincam cantam dançam, jovens são cheios de vida . Não há mal em se divertir. Em ser feliz. A tragédia não foi culpa deles, mas de uns poucos. Querem condenar alguém , culpem os empresários da boate Kiss e o governo omisso. Os jovens eram apenas jovens e assim vão continuar para sempre, porque foram assassinados antes de envelhecer.

  3. Concordo plenamente, Cora. Religião usada pra se validar perante os outros, é sempre um sinal de arrogância e ignorância que levaram muita gente boa pra fogueira. DETESTO.
    A vantagem é que fica mais evidente com quem não da pra conversar.

  4. Infelizmente,um comentário medíocre sempre encontra apoio de outros.Que pena,como crente convicta num Deus de amor ,consolo,perdao e restauracao,fico revoltada e entristecida com “os irmaos”.Que lástima.Que vergonha. 😦

  5. Às vezes penso que quando essas pessoas crentesquetãoabafando morrerem devia mesmo existir um julgamento ou similar para cairem na real.
    Eu já ando passada de tipos que acham que tudo é falta de deus no mundo, quando o que falta é educação cívica, como enfiar na cabeça entupida de medo de ir contra seu deus que o que houve foi uma conjunção de falhas humanas, nada de carma ruim, de castigo ou sei lá mais o que que inventam.
    Outro dia entrou aqui um eletricista para trocar as tomadas por novas, essa tal de tomada com dois pinos e uma lança para nos consumir o juízo, e eu tenho um oratório herdado das minhas avós, da minha sogra, com um monte de santos e flores de plástico e incenso e porta-incenso em formato de anjinhos e terços e certificados de batismo emoldurados na parede e missais antigos, encadernados de couro e madrepérola, lindos, tudo disposto onde um dia foi varanda, enfim, tipo acasaéminhaeuponhooquequero, mas o louco parou junto e disse que eu servia e rezava para o deus errado, e queria a todo custo me doutrinar, ele era o certo, mas fez um serviço porco, a caixa de disjuntor ficou toda bamba, esquenta e o suite de luz sai faisca, e tenho certeza que se pegar fogo e eu morrer será na mente dele por ter um santoantonionossassenhoras e etc…, nunca pelo trabalho porco dele,
    Tem que ter uma lei em que a gente enquadre esse povo, já que não podemos fazer como a Inglaterra, mandar para um novo mundo,tipo vão encher a paciência do outro lado do mar (tomara que Marte fique logo viável, com redomas de vidro, mandaremos todos para lá)…
    Meus sais, se é Tupã, Oxossi, Odin, Zeus, Diana, Rá, Natureza, é tudo uma manifestação comportamental, o homem criou deuses por precisar deles para aceitar que a imperfeição existe e viver não é preciso, no sentido de Pessoa.
    Qualquer argumento que bote deus no meio já desacredita tudo para mim e olhe que eu creio no meu Deus, nas minhas santinhas, mas tudo que é demais sobra….

    • Uau Matilda ! Arrasou ! Concordo com tudo o que vc escreveu,bastante empolgada,mas,com toda a razão ! Fico também prestes a explodir com essas figuras querendo me doutrinar a qualquer custo;terão sido eles originados de algum tipo de seres
      de outra galáxia ? Como em “Invasores de corpo” tentando nos fazerem acreditar que nós é que somos diferentes por não pertencermos à mesma
      (sub)classe deles ?!

  6. Cora, creio que minha resposta seja um tanto longa; porém, foi o que escrevi no FB ainda na noite de domingo.
    ———————————–
    Nessas horas de consternação e comoção geral que, infelizmente, uma pequena parcela da humanidade demonstra que nós também podemos ser medíocres. É triste saber que pessoas autoproclamem-se ligadas a alguma forma de religião escrevam e digam sandices e asneiras como tive o desprazer de ler, tanto aqui no FB como no Twitter. Antes de tudo, “religião” vem do latim “relegere” ou “ler novamente”, abrigando o sentido de “tomar com atenção”. Outros consideram que venha do latim “religare”, ou seja, ligar-nos ao que se considera divino. Sendo assim, leia com atenção qualquer coisa seja tida como verdade absoluta, pois muitas vezes não é isso que pensam.

    Não existe apenas uma verdade. Existem, sim, diversas maneiras de se ver uma verdade e a sua verdade não é única ou mais verdadeira que a minha até que se prove o contrário. Portanto, não faça da sua religião uma espécie de escudo para esconder a sua ignorância para o sentido mais profundo do conceito do que é o “Ser Humano”. Antes de criticar o comportamento de jovens que buscavam se divertir e por uma fatalidade pereceram de forma trágica, encha seu coração de compaixão pelos familiares das vítimas e ore para que aquelas almas sigam seus caminhos em paz.

    Povos de todos os quadrantes enviam mensagens de solidariedade. E vocês, que se proclamam os escolhidos (escolhidos por quem ou pelo quê, caras pálidas?) julgam-se os donos da verdade. Por acaso querem nos fazer retornar a Idade das Trevas? Pelo amor de Deus! Seria o novo “Ovo da Serpente”? Não! Isso não!

    Desculpem, pois tentei não expressar durante todo o dia o que senti ao ler baboseiras como as que li a respeito da tragédia em Santa Maria (RS). Não aguentei. Afinal, sou humano. Entretanto, tenha plena consciência que lutarei até o fim para que possa dizer o que quiser, mas isto não implica em concordar com suas palavras.

    Minha solidariedade a todos os que sofreram e sofrerão eternamente com a perda de seus filhos e parentes na tragédia de Santa Maria (RS), que abalou a todos nós que temos um mínimo de amor ao próximo.

  7. Cora, concordo plenamente com o seu desabafo. Não sabia que neste caso tristíssimo estava havendo este tipo de comentário (há muito tempo, as seções de comentários de jornais e sites que não são moderadas viraram um lixo, não leio pra não ficar com raiva). Prefiro crer que sejam apenas “trolls”, que inventam mensagens polêmicas para semear a discórdia (espíritos de porco, evidentemente!), do que imaginar que alguém verdadeiramente possa ser tão desumano e descaridoso – e ainda se dizer religioso! De qualquer forma, a onda religiosa fundamentalista que virou moda no Brasil há uns 20 anos está empurrando o país para trás em vários aspectos. Não sou contra as religiões (tenho minha religiosidade), mas concordo plenamente: ter uma, ter outra, ou não ter nenhuma é questão de foro íntimo. Fico estarrecido e triste que certas pessoas utilizem justo a religião como ferramenta para exercer e extravasar seus preconceitos, intolerâncias, ódios e desamor. A tirinha acima, aliás, está perfeita, parabéns à Ila Fox.

  8. Meu pai falava sempre que há dois males supremos na Terra, um em decorrência do outro:
    o primeiro é a ignorância, o segundo o fanatismo de qualquer forma.
    Quanto mais o tempo passa mais percebo o quanto ele estava certo.

  9. I never saw a wild thing sorry for itself. A small bird will drop frozen dead from a bough without ever having felt sorry for itself.

    D. H. Lawrence

  10. deixo essa pro Caetano e pro Gil.

    “Ele me deu um beijo na boca e me disse:
    A vida é oca como a touca de um bebê sem cabeça
    E eu ri à beça”

    “O Deus que você sente é o Deus dos santos
    A superfície iridescente da bola oca
    Meus deuses são cabeças de bebês sem touca
    Era um momento sem medo e sem desejo
    Ele me deu um beijo na boca
    E eu correspondi àquele beijo.”

    “Se eu quiser falar com Deus
    Tenho que me aventurar
    Tenho que subir aos céus
    Sem cordas pra segurar
    Tenho que dizer adeus
    Dar as costas, caminhar
    Decidido, pela estrada
    Que ao findar vai dar em nada
    Nada, nada, nada, nada
    Nada, nada, nada, nada
    Nada, nada, nada, nada
    Do que eu pensava encontrar”

    • quanto aos jovens que pegaram o trem e partiram para a próxima estação, creio que não lhes faltará todo o apoio necessário a um belo despertar do lado de lá. no mais, ficamos todos por aqui, especulando uns, ignorando outros, crendo, descrendo, apoiando, duvidando… mas, igualmente, caminhando todos para o mesmo lado. pena que uns nos conformemos por continuar na estrada prostrados, outros ajoelhados, outros agarrados ao que quer que nos aferre a essa ou àquela certeza, enquanto poderíamos bem caminhar um pouco mais unidos, solidários, de braços abertos, acolhendo, abraçando, amando, enfim, recebendo o outro que é tão parecido conosco, apesar de todas as infinitas diferenças com que nos cegamos.

      • É! Finalmente leio algo inteligente sobre essa loucura toda de Santa Maria! Você tem razão Cláudio, quando diz que poderíamos caminhar um pouco mais juntos apesar de todas as infinitas diferenças com as quais nos cegamos! Belo Texto! Parabéns e obrigada!

      • Depois do fogo e da fumaça preta preenchendo tudo, depois do rescaldo e do show da mídia da vida, depois dos enterros coletivos e dos atos de contrição dissimulados, depois das tomadas de consciência e dos votos coletivos de um mundo melhor, depois de todas as pragas, de todas as lágrimas e de todo o oba-oba, sobra o que?

        “A única nobreza do ser humano é ser esplendido em cinzas , faustoso em túmulos, solenizando a morte com incrível esplendor, transformando em cerimônia e pompa a estupidez de sua natureza.” Millor Fernandes

  11. eu não me aborreço mais com isso, cora, porque simplesmente parei de ler esse tipo de coisa. caixa de comentário de jornal, então, eu passo longe, lia cada coisa que me fazia mal fisicamente, engulho mesmo, literalmente. parei.
    []’s

  12. E uma louca dizendo que era um horror que isso tivesse acontecido no RS onde há tanta gente inteligente, que se tivesse sido no Amazonas, na Bahia, no Ceará não haveria nenhum problema. Que tipo de ser pensa e diz uma coisa dessas?

  13. Podem escrever aí: daqui a algum tempinho vai ter parlamentar evangélico propondo cerceamento de baladas “em nome da família brasileira e das crianças de bem”…

Diga lá!

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s