Frescura. Muita frescura!

Socorro!!! O que é que faz uma criatura num calor de 40 graus?! Fica espichada na praia? No ar refrigerado? Debaixo do ventilador de teto? Todas as respostas acima? Nenhuma das respostas acima? Está doida, Cora? Quem é que pode se dar ao luxo de ficar espichada, onde quer que seja, neste mes maluco de dezembro?! É amigo oculto, amigo visível, shopping, almoço, jantar, shopping, confraternização, shopping…

* suspiro *

OK, OK. Antes de reclamar (muito) do calor daqui, vamos pensar no frio de lá. Minha amiga Ana Pinta, que está em Londres, elencou, no Facebook, o básico do seu dia a dia: “meia três quartos … meia calça… botas… jeans… camiseta… sweater… cachecol… casaco de neve…  gorro…  protetor de orelha … luvas… camera… bateria extra… hidratante e protetor labial”. É mole? Vocês vão dizer que o item camera vale para o calor também. É verdade, mas a não ser que a dita camera seja muito velha, aqui ninguém precisa de bateria extra. Fato: nem as baterias aguentam aquele clima!

E este aqui?

As baterias aguentam… Mas como faz uma criatura para se manter linda, leve e fresquinha nessa canícula? A palavra é, claro, limpeza. Banho e cara lavada. E muito protetor solar! A única coisa mais tosca e incongruente do que make derretido é perfume com jeito de veludo em pleno calorão. Está na hora de guardar todos os cheiros fortes no alto do armário e usar lavandas, colônias, coisinhas frescas.

Uma grande vantagem do Natal tropical é que é muito mais fácil encontrar um cheirinho fresco a preços razoáveis do que um dos grandes perfumes de inverno. A boa (leia-se ótima) e velha 4711, por exemplo, que cabe em qualquer amigo oculto, é um luxo fabricado desde 1792 em Colônia, na Alemanha. Acertou quem fez a associação: daí vem a expressão “água de colônia”…

Já estive na famosa casa da Glockengasse. É uma loja de esquina toda envidraçada, muito cheirosa, com toda a linha 4711, que hoje vai de sabonetes a lencinhos perfumados, passando pela famosa colônia e coisas que a gente nem imagina, como itens de casa e de vestuário. Impossível não cair em tentação: saí de lá cheia de sacolas. Quem consegue ir a Colônia e voltar sem uns frascos da deliciosa “água” local na bagagem?

Ainda bem que o mundo está globalizado e que a gente não precisa mais ir tão longe atrás de um cheirinho bom.

Por falar em mundo… e esse calor, hein?!

o O o

Já escrevi sobre isso no jornal: sou apaixonada pelas Havaianas, sobretudo pelas tradicionais. Acho uma das coisas mais inteligentes a virada que a marca conseguiu dar, passando de calçado proletário a acessório chique – e mantendo o mesmo preço. Fico radiante quando passo no jornaleiro e encontro as minhas sandálias queridas a menos de dez reais, e tenho pares e mais pares delas.

Outras marcas que eu adoro são as irmãs Phebo e Granado, que passaram por um processo de renovação parecido com o das Havaianas. O seu lado chique foi ressaltado sem que perdessem o apelo popular. A gente entra na loja, compra uma montanha de coisas bonitas e cheirosas e não vai à falência. Muito bom isso!

Agora, para fazer par com a elegante coleção de esmaltes da Granado, a Phebo acaba de lançar uma linha completa de maquiagem, com cerca de 200 produtos desenvolvidos em parceria com indústrias de cosméticos da Alemanha e dos Estados Unidos.

As embalagens são clarinhas e lindas, com uma ilustração assinada pela designer francesa Anne-Marie Helies representando uma bromélia amazônica em homenagem às raízes da Phebo. Aqui no Rio, elas ganharam uma moldura toda especial. É que a marca abriu a sua primeira loja conceito no Village Mall, projetada por Bel Lobo para que as cores dos produtos sobressaiam.

Anúncios

11 respostas em “Frescura. Muita frescura!

  1. graças que ainda tenho a minha 4711.
    Aqui um “segredo”: Faz tempo que no dia a dia de trabalho uso a England, da mmartan. Uma água perfumada para roupas de cama e ambientes. Pra mim é bem fraquinha, e a base de água.
    Agora o inusitado… sexta passada, bem no meio da tarde e chovendo, estava saindo e literalmente na porta de um restaurante da orla de Copacabana quando adentra um “global” que estava nas mesas do lado de fora. O camarada beija a minha mão e do nada me beija a orelha. Estava de arco, sem cabelos cobrindo. Sem mais declara : “Que ótimo o seu perfume!”
    Eu estática e perplexa, com o meu filho ao lado e também os donos do restaurante. Não tenho mais idade nem me permiti sentir algum arrepio pelo local tão intensamente beijado.
    Consegui responder: “Que bom que você gostou.”
    Mal sabe o dito que era da MMartan.
    Meu filho ainda completou… “Acabei de comer a sua sobremesa e estava a meia boca!”
    Se alguem gostar do England avise e não me deixe só…nesta loucura…

  2. Mais uma crônica ótima e lá vou eu atrás de (alguns) dos produtos citados. Já quero um dos cremuchos e a Água de Colônia.

  3. Pelas nossas bandas, além das havaianas que são imbatíveis, temos também uma colônia chamada PROVENCE que é vendida nas lojas L’ÉPONGE; é uma delícia, a gente fica com aquele cheirinho de quem acabou de sair do banho. Recomendo!

  4. O 4711 é o ,eu perfume favorito. ADORO. Ainda tenho um pequeno e um maior e uns lencinhos. Que delícia de água de colônia.
    Sempre que vou ver meu filho (nos USA) ou minha irmã na Alemanha, levo um monte de havaianas que a turma encomenda.

  5. Nada me deixa mais leve do que minha Fleur d’oranger (Fragonard) que minha amiga trouxe quando o meu vidrinho acabou, me sinto a própria florzinha cheirosa com ele :)) Mas como não conheço essa colônia 4711 e você só dá dicas ótimas, encomendei na Sephora e estou aguardando. Quanto a guardar os outros perfumes, ainda reluto ::)) bjos, vera

  6. Eu comprei a NovEau de Cologne mês retrasado. Passei, muito gostosa, começou com um cheirinho bom de laranjas & afins, e daí, de repente … caraca ! que é isso ? Cheiro de Detefon ????? Durou menos de 10 minutos, e o perfume já evoluiu para um cheirinho de frutas muito gostoso. Só que então eu já tinha corrido para ler o rótulo na caixa, e estava lá o malfadado ingrediente : citronela.

    Tudo bem, na minha pele, como eu disse, em 10 minutos o perfume já tinha evoluído, mas certamente agora, eu espero os “minutos citronela” passarem antes de sair de casa.

    Hmmmm. Será que se eu passar à noite os pernilongos vão embora ?

Diga lá!

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s