Emergência felina: muito urgente!!!

Minha amiga Valéria, que passou a vida cuidando de bichos, está muito doente. Mudou-se para a casa da mãe, e tem que entregar o apartamento onde mora. Ela precisa encontrar, com urgência, novos donos para os seus adorados gatinhos.

Vocês me ajudam? Esses são gatinhos que foram amados e bem tratados, e precisam de lares com muito carinho. Se não houver lugar em casa para um ou dois deles, compartilhem esse pedido entre os seus amigos, por favor!

A Valéria fez uma descrição de cada um dos bichinhos:
gatinhos para adocao
“Lua de Prata:
Branca, peluda, mignon. Muito doce e carinhosa, adora deitar no peito da gente, e passar a patinha gentilmente pelo nosso rosto, sem mostrar as unhas. Dizemos que ela é a namoradinha do Raí, pois os dois se adoram. Ela me foi entregue por uma falsa protetora, que me pediu para hospedá-la por um dia, pois ela já tinha dono. Ela veio com a irmãzinha, uma cinza peludíssima, numa caixa de transporte imunda, cheia de xixi, onde as duas estavam há dias. Depois que a falsa protetora desapareceu, consegui doar a irmãzinha, mas acabei adotando a Lua.Sofia:
A mais calma e sociável da turma, não se importa com a presença de estranhos, pelo contrário, deixa-se acariciar com a maior alegria. Chegou na minha casa junto com duas gatas ariscas. A pedido da SEPDA (Secretaria de Defesa dos Animais), eu consegui vagas no santuário da D. Ruth Albuquerque para as gatas ariscas, mas não consegui me separar da apaixonante Sofia, ou Fifi, que ficou comigo.

Julieta de Sumatra:
Minha primeira gatinha, encontrada na rua. Digo que ela é de Sumatra porque ela tem a pelagem de tigresa, uma verdadeira descendente dos belos tigres de Sumatra. Mas, de tigre, ela só tem a pelagem, pois é carente e pede atenção e carinho com um miadinho doce e um olhar cativante. Dorme abraçadinha comigo a noite toda.

Matheus:
Um lindo siamês, de olhos muito azuis e muito amorosos, adora um chamego. É um pouquinho tímido de início, mas isso passa em pouco tempo, e logo ele já está no colo dos novos humanos que aparecem. Foi abandonado junto com o Lucas, por uma pessoa que os havia adotado de outra pessoa, e depois desistiu da adoção.

Lucas:
Esperto, brincalhão e sociável. Abre portas e gavetas com uma facilidade incrível e depois, com a carinha mais sem-vergonha do mundo, vem se enroscar na gente, deitar do nosso lado e pedir carinho. Eu o chamo de “Leão da Montanha”.

Raí:
Preto e branco, é um frajola amigo de todos os outros gatos, e, como todos eles, muito amoroso. Mas, no início, fica muito assustado com pessoas estranhas, precisa de um tempo pra se acostumar. Mas vale a pena esperar, ele é um fofo. Nasceu depois que o dono de sua gata mãe havia morrido, e seus muitos gatos, nenhum castrado, iam ser jogados na rua, pela pessoa que herdou o apartamento. Sua mãe e seus irmãozinhos foram adotados, assim como os outros gatos do rapaz morto, mas a pessoa que ia adotar o Raí acabou achando uma gatinha, e desistiu da adoção. Aí, eu já estava muito apegada a ele, e o adotei.

Tuick:
Meu “Rei Leão”, imponente, enorme, mas, em contraste, com os olhos verdes mais doces e carentes do mundo. Adora se esfregar nas nossas pernas e também de ser penteado. Como o Raí, se assusta de início com estranhos, mas, passado o susto, é um amor de gato.

E-mails de contato:

Anúncios

27 respostas em “Emergência felina: muito urgente!!!

  1. Olá, Valeria,

    Sinto muito por você ter que se separar dos seus bichanos, pois já tive o mesmo problema há algum tempo, e foi muito difícil… Espero que consiga manter pelo menos algum deles por perto, como eu consegui. De resto, desejo-lhe boa sorte, e que eles possam ser adotados por pessoas que os amem como você. Gostaria muito de ficar com pelo menos um deles, mas tenho nove em casa, todos igualmente retirados das ruas, e já não me é permitido, pelo resto da família, adotar outro (os), infelizmente. Vou repassar a sua mensagem, e ficarei na torcida, ok? Um grande abraço, boa sorte!

  2. Corinha, ainda não consegui adoção para o maravilhoso Matheus, a doce Julieta de Sumatra ou simplesmente Juju, o imponente e carente Tuick “Rei Leão” e a “cat lady” Lua de Prata (mas essa última já tem pretendente, vamos torcer). Os Matheus, a Juju e o Tuick são tão amorosos, lindos e queridos, quem adotá-los vai ter muitas alegrias na vida, disso eu não tenho dúvida alguma. Bjs.

  3. Bom dia, isto é sério? Meu nome é Diego e tenho 36 anos. Acabei de mudar e moro sozinho num apartamento em Irajá, a princípio pensei em comprar um bichinho, mas se eu puder adotar um desses acho melhor. Qualquer coisa me falem. Abç.

  4. Querida Cora
    Obrigada pelo apoio e o carinho de sempre.
    E obrigada a todas as mensagens de solidariedade que postaram aqui.
    Com a ajuda de vocês, fico mais esperançosa de encontrar lares amorosos e seguros para meus amados gatos.
    muitos beijos
    Valeria

    • Gente, esqueci de contar um fato inesquecível do meu querido e lindo Tuick, o gatão laranja enorme, mas que não passa de um bebê gigante, de tão docinho. Ele foi doar sangue para uma gatinha que estava morrendo. Enfiaram uma agulha enorme no pescoço dele e tiraram bastante sangue. A vet disse que, provavelmente, ele chegaria em casa cansado e sem apetite, um pouco fraco, e logo iria dormir. Mas que nada, ele chegou em casa todo serelepe, brincando, correndo e comendo, como se nada tivesse acontecido. Graças a essa transfusão, a gatinha teve uma sobrevida maior. Fiquei muito orgulhosa do meu “Rei Leão”!

  5. Querida Cora
    Obrigada pelo apoio e pelo carinho.
    E o de todos que escreveram aqui suas mensagens de apoio e solidariedade.
    Com a ajuda de vocês, tenho mais esperanças de conseguir encaminhar meus gatinhos para pessoas de bem, responsáveis e que amem ou passem a amar gatos, como nós.
    muitos beijos
    Valeria

  6. Eu conheci a Valéria numa EF desse site mesmo, no final de 2005, e levei a Pedra (era a foto da matéria e se chamava Flor…). Uma pessoa tão dedicada, isso não é bom… Tenho 8 moças aqui em casa e estou me separando, mas tenho o telefone dela e vou tentar ver como posso ajudar. Abs.

  7. ai,que triste deve estar sendo essa separação para ambas as partes … 😦
    se eu pudesse ficaria com algum,além dos que já tenho acabei de adotar,com uma protetora, dois gatos adultos,que foram abandonados (um com 8 anos !),como disse a Marisa,aqui também está com uma superpopulação …
    também estou agilizando com a adoção de uma ninhada de 6 cachorrinhos que foram
    abandonados aqui na minha rua …
    triste …

  8. Oi Cora,

    Tenho 2 gatinhos adotados da Marcia e sei como ela e a Valéria são cuidadosas.
    Estou conversando com a Marcia, pois meus 2 gatinhos não gostam de novos amigos. A última adaptação que tentei foi traumática.
    Gostaria muito de conseguir trazer um desses fofuchos para integrar a família aqui em SP.
    Vamos ver se consigo fazer com que meus nenéns recebam novos amigos. Vamos ver o que a Márcia me diz. 🙂

    Estou torcendo para todos terem novos lares logo e que a Valéria fique bem!

    Bjos

  9. Nossa como deve ser triste se separar dos seus gatinhos………….e se a ajudássemos financeiramente para que todos ficassem unidos, uma mesada, cada um dando um pouquinho….será que resolveria?

  10. Chorei um bocado, quando vi esta foto e depois li o texto.
    Tive um grande amigo que teve doença grave e que tinha várias gatas siamesas. Quando ficou mal realmente, por conta da imunodeficiência, se desfez delas por orientação médica.
    Uma tristeza.
    Separar-se dos bichanos é um sofrimento.
    Separar os bichanos grudadinhos, também, mas é melhor do que ficarem ao relento, como os do Aterro.
    😦
    Repassei.

  11. Meu coração está apertado desde que soube que a Valéria está doente. Infelizmente não tenho condições de assumir nenhum, mas divulguei, compartilhei no meu facebook e torço muito por eles e torço também para que os grudadinhos possam ser adotados juntos para que não precisem se separar. O importante é que cada um encontre um lar bem aconchegante.

  12. Ai que dor no coração, Cora, pela saúde da Valéria e pela dor que deve ser se separar dos peludos. Se eu já não tivesse 7 tentaria ficar com algum, mas a lotação aqui está esgotada. Vou torcer muito por eles e mais que tudo, por ela.

  13. Puxa, que situação!

    Pessoalmente não tenho como ajudar, mas vou repassar aos meus contatos na esperança de que alguém possa.

    Espero que a Valéria se recupere e os gatos consigam novos lares igualmente carinhosos.

  14. Cora, infelizmente acabei de adotar dois,que eu e minha filha encontramos na rua com poucos dias. Estão mamando em uma gatinha que tinha acabado de parir!

Diga lá!

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s