Quarenta anos de Opinião, por Helena Gasparian

O jornal Opinião foi a bíblia da minha geração, leitura indispensável, foco de cultura e de liberdade num tempo de trevas. Minha amiga Heleninha, filha do grande Fernando Gasparian, fala do pai e do jornal que ele criou. 

“Há quarenta anos atras, o primeiro número de “Opinião”, o jornal que meu pai criou, chegava às bancas. Havíamos voltado ao Brasil oito meses antes, apos quase três anos morando aqui, em Londres. Haviam sido os piores anos da ditadura, o governo Medici.

Meu pai saiu primeiro, depois de fazer um incendiário discurso no Conselho Nacional de Economia (orgão que não previa a demissão de seus membros. Após este discurso, o orgão foi extinto pelos militares, e foi criado o Copom, com mandatos definidos, para ocupar seu lugar). Minha mãe e nós quatro filhos viajamos juntos, dois meses depois. Fechamos a casa, trancamos armários, pusemos lençol sobre a mobilia, e viemos para Londres.

Os anos aqui foram maravilhosos e horrorosos, tantas descobertas, tantas perdas, imensas saudades — a mesma historia de quem teve que sair do Brasil naquela época.
Nossa volta, porem, foi diferente. Enquanto estavamos aqui, Rubens Paiva foi assassinado – e ele e meu pai eram grande amigos, talvez os melhores amigos e Vera Paiva tinha vindo passar o Natal com a gente. Notícias de tortura e prisões arbitrárias cada vez mais frequentes deixavam claro a impotência de quem se opunha à ditadura, e ao “milagre”, expressão que o tirava do serio.

Nossa volta foi marcada pela determinação de meu pai de colocar todos os recursos de que dispunha contra os militares. No jornal Opinião ele reuniu todos os amigos da vida inteira do Brasil e do exterior e todos os recursos de que dispunha, como empresário que tinha sido, e mesmo do que havia recebido de sua familia.
Logo o jornal foi censurado – e para que um numero chegasse às bancas era necessário produzir material para 4, 5 números.
Como me disse um familiar (distante e chato) meu pai gastou toda a sua fortuna fazendo o “Opinião” . Nunca ocupou nenhum cargo público, nunca lucrou com nada, sempre foi briguento e anárquico, nunca se conformou em caber em um rótulo.Tenho o maior orgulho!”
Anúncios

4 respostas em “Quarenta anos de Opinião, por Helena Gasparian

  1. Amei o post.Como e´inspirador ouvir falar de gente apaixonada ,de uma filha para um pai,de um amigo que ampara o outro,de uma causa mais nobre e importante q conforto material.

  2. helena, agradeço postumamente ao seu pai. posso dizer que o opinião mudou minha vida. assim como o pasquim.

    []’s

Diga lá!

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s