Exemplo coreano

Estive na Coréia do Sul no fim do século passado. Escrevo essa frase, e logo me dou conta de que ela soa mais exótica do que realmente é; não fui como uma espécie de Marco Polo dos trópicos, ou viajante de fim de milênio, apenas como jornalista de tecnologia. O que, novamente percebo, não é “apenas”. Quem teve a sorte de ser jornalista de tecnologia nas duas ou três últimas décadas foi testemunha de um tempo de transformação jamais visto. Mais coisas aconteceram no nosso tempo de vida do que em todos os milênios anteriores. A forma como nos comunicamos e como fazemos negócios mudou radicalmente, alterando uma geografia que parecia consolidada. Mas esta é uma conversa longa, cheia de filosofia, espanto e pontos de exclamação, que não cabe numa coluna de sábado.

Fui a Seul a convite da Samsung, já então uma importante fabricante de celulares, mas ainda muito distante da potência mundial de hoje. Poucas viagens que fiz me instruíram tanto. Eu sabia muito pouco sobre a Coréia e menos ainda sobre a Samsung. Foi preciso ir a Seul para me apaixonar por uma nação dedicada ao estudo de corpo e alma e para entender o verdadeiro impacto da empresa em seu país de origem. Tudo era Samsung, dos vagões do metrô aos automóveis nas ruas. O título da matéria que escrevi na volta resumia essa onipresença: “Um país chamado Samsung”. Havia certo exagero nisso, é claro, mas, ainda assim, não custa lembrar que, se fosse um país, a Samsung seria a 35ª economia do mundo.

O próprio hotel onde nosso grupo de jornalistas ficou hospedado pertencia à companhia. Não era um hotelzinho qualquer. O Shilla foi eleito, em 2004, o melhor hotel da Coréia do Sul. No mesmo ano, aliás, a Samsung lançou o D500, um dos celulares mais lindos e inovadores da época. Usei esse aparelho durante um ou dois anos, sempre encantada com o seu design e a sua eficiência. A câmera era um capítulo à parte. Nela vi pela primeira vez um recurso que depois migrou para as compactas mais populares: as fotos em que apenas uma das cores básicas é capturada — digamos, só os tons vermelhos. O resto fica em tons de cinza. O meu D500 está até hoje na coleção em que guardo os aparelhos que, a meu ver, marcaram a história dos celulares.

Tenho pensado nisso tudo com certa frequência por causa do Galaxy SIII, que considero o melhor smartphone do mercado. Ainda não usei um iPhone 5, mas ele perde para o SIII antes mesmo da largada por dois detalhes de hardware muito importantes: o SIII tem bateria removível e slot para expansão de memória. Lógico que não bastam essas duas características para fazer um grande aparelho, mas o SIII contraria a antipática tendência da bateria embutida oferecendo incontáveis facilidades para o usuário, que pode adaptá-lo ao seu jeito e gosto com a maior facilidade. Mesmo quem não faz nada com o celular além de ligá-lo e desligá-lo tem muito a apreciar neste belo objeto, a começar pela interface e pelo design elegante.

O fato é que a Samsung não poupou esforços no seu topo de linha, e fabricou-o com o que a indústria tem de melhor, do processador à tela espetacular, perfeita para acessar a internet. Quanto à câmera, é uma das melhores disponíveis, com excelente qualidade de imagem. Além disso, é mais ágil do que as do iPhone 4S e, por tudo o que se diz na web, também do que a do iPhone 5.

O Galaxy SIII, que, a essa altura, é praticamente um velhinho — foi lançado  em junho — melhora à medida em que o conhecemos. Isso é raro. Em geral a gente tende a se irritar com os defeitos dos aparelhos que usa no dia-a-dia. No caso do SIII, cresce a admiração pelas suas qualidades.

(O Globo, Economia, 20.10.2012)

 

Anúncios

13 respostas em “Exemplo coreano

  1. Parabéns pelo blog e as colunas do globo. Qual a sua opinião a respeito da bateria do SIII ?Vi em foruns da web e em alguns sites que a duração da mesma é muito pequena, inclusive tenho um amigo que se desfez do seu SIII porque a bateria nunca chegava com carga ao fim do dia, e ele só o usava para ligações, SMS e um pouco de navegação na internet.
    Um grande abraço.

  2. Minha amiga tem um celular moderno que envia mensagens para pessoas já cadastradas ( eu sou uma delas ) quando troca o chip ou acontece algo diferente com o seu aparelho. Alguém sabe dizer se o Galaxy II ( dois ) tem algum dispositivo de segurança ?

  3. gosto muito da samsung, em contraposição à apple, já que nunca gostei de culto à personalidade. comprei, há mais de um ano, um galaxy tab para a minha mulher, a partir de leituras da sua coluna, e ele tornou-se meu rival; mas convivemos numa boa.
    []’s

  4. Cora, aqui é o Childerico…tudo bem? Claro, sempre te leio e adoro seus textos e blah blah, mas juro que não entendo o porquê de sua coluna no impresso não vir com foto mais.

    Inexplicável.

    • Eu também não! O novo desenho do jornal eliminou as ilustrações de todas as colunas do Segundo Caderno, mas a meu ver isso não foi uma boa idéia não.

      • Não há a menor duvida de que o GLobo resolveu ir na contramão da Folha de SP. Alguns pontos: Os quadrinhos do GL chegam a ser patéticos perto dos quadrinhos da Folha, que ocupam quase uma página inteira. Não há programação da TV no GL. Como assim ? O GL não faz parte do Mundo Globo, com TV, radios e etc… Como não tem programação de TV ? Curiosíssimo, não ? E, por fim, os desenhos em geral.. enquanto na Folha fazem concurso para escolher desenhistas para as seções, o nosso jornal carioca acaba com os desenhos e fotos ! ( O Cruz é extraordinário, o que andará fazendo agora ? ) Desculpe por ter ocupado o espaço com digressões…

  5. Ei Cora, boa tarde!!! Sempre acompanho o seu blog, mas sou daquelas suas fãs que ficam caladinhas. Gostaria de saber a sua opinião sobre a resistência da tela do SIII, pois vi relatos no face de alguns amigos dizendo que com uma pequena queda a tela do aparelho se quebrou e uma nova não sai por menos de R$ 600,00. Estou querendo muito adquirir este aparelho, mas confesso que sou um pouco desastrada, mesmo procurando ter o maior cuidado com o aparelho, algumas quedas acontecem, por isso estou receosa.

    • Eu não tenho maiores informações a respeito disso. Pessoalmente, já vi mais iPhones de tela quebrada do que Samsungs, mas a minha turma provavelmente usa mais iPhones. Naqueles testes malucos em que os caras jogam ótimos smartphones de alturas variadas para ver quanto resistem, os dois se saem igualmente; neste teste radical que acabo de ver, o Samsung até se sai um pouco melhor, veja só:

      http://bit.ly/QZdhCf

      De qualquer forma, o ideal é não deixar nenhum deles cair…

  6. Cora eu me lembro que na década de 70 quando eu estava no antigo segundo grau, meu professor de geografia falou num país subdesenvolvido e pior do que nós. Este país se chamava Coréia do Sul. Passados estes cerca de 30 anos vemos o seguinte quadro: eles estão décadas a nossa frente. Sabe porque? Muito simples: eles estudaram, nós não. Eles são o país com a maior parte da população com nível superior. Nós : tivemos um semianalfabeto como presidente. Estas são as diferenças.

  7. Da Samsung, tive uma questão com um DVD player que veio com problema de fábrica. Depois de um ano discutindo e visitando a autorizada, levei um grande prejuízo para casa, porque, entre o produto e todo o tempo perdido, sabe como é autônomo, não dava mais para segurar a briga. Espero que a empresa comece a pensar no pós-venda também.

  8. Se nos surpreendemos ainda com o SIII, nos surpreenderemos mais ainda com Galaxy Notes 2. Os recursos acrescentados são simplesmente incríveis, a começar pelo fantástico recurso de anotações a qualquer momento em uma janela pop-up. Aliás eles usam e abusam do recurso pop-up, a começar pela air view, uma janela suspensa que se abre sobre um ícone ou aplicativo com informações e possibilidade de comandos.
    Já faz algum tempo que trabalho nessa área e, por haver trabalhado com vários fabricantes, posso dizer que a Samsung com toda certeza não é de ficar esperando, ela leva a inovação ao máximo.

Diga lá!

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s