Papai, em 1954

38dbbf48e4c111e19a8c22000a1c9e37_6.jpg
view full image

Anúncios

23 respostas em “Papai, em 1954

    • Nelsinho,com a sua frase eu vi q a língua portuguesa vai embora mesmo.Achava isso o fim da picada e nao acreditava qdo me diziam,mas vc acredita q eu nao entendi ,me esqueci do significado lacuna?Corri la´pra ver o gato,nao tinha gato.Ai´pensei:Ah,o gato e´o “seu Paulo ” mesmo…lembrei q vc e´homem e nao postaria uma coisa assim….Até cair a ficha:LACUNA,lacuna,lacuna.Como pude esquecer de uma palavra tao fácil????

      • Ora, Moni kr! Cê é hoje uma “germanoparlante” e a sua falta de contato diário com a lingua portuguesa pode levar a coisinhas dessas!
        Paulo Rónai era um escritor, além de todas as outras atividades correlatas. Nada de mais natural que, como outros bem conhecidos e laureados escritores e poetas, se fizesse fotografar com um gato sobre sua área de trabalho!
        Aliás, eu não esqueci até hoje como era prazeroso escrever meus textos e poesias de simples amador de horas vagas, com a minha gata Belina nas imediações! Por estar constantemente viajando, optei, com muita mágua, por não adotar outra. Pelo menos até que eu me ancore em um lugar só!

        Se acontecer vc ir a Lx em Setembro, teria muito grande alegria em conhecê-la!
        Infelizmente, desta vez não poderei pensar em uma ida a Deutchland.

        • amigo ,tô mais do q triste…..humhumhum,eu vou amanhan pra Lisboa e em outubro mais uma x.Setembro tô cheia de tarefas.Tem certeza q nao pode dar um pulinho por aqui?

  1. Com a tragedia do incêndio do apartamento do Jean Boghici, descobri que lindo ser humano ele é.
    Olhem a declaração dele:
    “Estou muito chateado e com vontade chorar. Não por causa do quadro, mas pelo minha gata que morreu. Estou muito traumatizado pela perda da minha gata pretinha. Ela dormia do meu lado — diz marchand.”

  2. Aproveitando, Cora: quando será relançado “Como aprendi o Português e outras aventuras”? Esse livro e “O nome da rosa” literalmente mudaram minha vida. Sempre comprava o livro de seu pai para dar de presente, e de repente se tornou livro esgotado. Sei que foram relançados dois livros dele, um dos quais “A tradução vivida”. Já vi nas livrarias.

    Seu pai é o “homem da minha vida”, com todo respeito à Dona Nora :D.

    • A obra do Papai está sendo relançada aos pouquinhos. Sei que há planos para o “Como aprendi o portugues”, mas não sei exatamente quando chega às livrarias. Beijão, querida!

  3. Um dos primeiros livros que li na vida foi Os Meninos da Rua Paulo de Ferenc Molnár com tradução do seu pai. Era criança, mas ainda me lembro de quase todo o livro. Parabéns pelo belo exemplo de pai que ele foi.

  4. Gostava muito de ler o que seu pai escrevia. Era um excelente cronista e voce herdou esse talento dele. Parabéns pelo paizão.

  5. As suas mãos são parecidas com as dele, Cora!
    E na foto não dá pra ver, mas imagjno que o cérebro também.
    Bonito colocar a foto dele hoje.

Diga lá!

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s