Lytro: a nova novidade

Image

Há alguns anos, fala-se numa nova tecnologia de imagem digital que, em vez de registrar pixels, registraria informações sobre o campo de luz visto pela objetiva. A vantagem disso seria dar ao usuário a possibilidade de reproduzir, na tela do computador, a exata cena vista pela câmera. Aí ele poderia tratá-la da mesma forma que tratamos a imagem que ainda não capturamos, decidindo onde fechar o foco. Em outras palavras, pela nova tecnologia o foco seria uma preocupação do passado, já que poderia ser ajustado a posteriori. No começo desse ano, uma câmera com essa tecnologia, a Lytro, foi apresentada à imprensa norte-americana. Ela chegou ao mercado em fins de março e agora, finalmente, seus primeiros resultados começam a aparecer no Instagram e no Flickr.

A Lytro é uma câmera diferente de todas as outras. Seu formato lembra uma barra de margarina. Numa das pontas fica a lente, na outra uma telinha touch-screen onde se pode ver o enquadramento e definir alguns ajustes. No meio do caminho, na parte de cima, o botão para disparar. Por trás dela está Ye-Ren Ng, que nasceu na Malásia há 32 anos, formou-se em Stanford e conseguiu atrair a atenção do falecido Steve Jobs com a sua visão radical da captura de imagens, primeira revolução real na forma como as lentes vêem o mundo em mais de cem anos. A tese de doutorado em que expunha a tecnologia que se transformou na Lytro ganhou um premio mundial da Associação de equipamentos de computação e permitiu a Ng que captasse mais de US$ 50 milhões para sua startup.

Assim que as vendas foram anunciadas, fiquei louca para comprar uma para mim. Por enquanto, a Lytro vem em duas configurações, com 16Gb ou 8Gb, a US$ 499 e US$ 399, respectivamente. O modelo mais caro é vermelho, e o mais barato vem em azul e cinza. Felizmente a loja online não faz postagem internacional, o que me poupou um bom dinheirinho e uma amarga decepção: com resolução de 1080 x 1080, muito grão e desempenho fraco em condições menos do que excelentes de luz, as imagens da Lytro ainda deixam muito a desejar. No momento em que mesmo as câmeras dos celulares baratos já oferecem ótimos resultados, é incompreensível que fotos feitas por uma câmera se apresentem tão fraquinhas.

Como conceito, a Lytro é interessantíssima. No dia em que a sua tecnologia for adotada por um dos grandes fabricantes de câmeras, ou mesmo por um dos grandes fabricantes de celulares, teremos um produto de fato cobiçável. Por enquanto, ela deve conquistar sobretudo amantes de gadgets que não imaginam a vida sem o último brinquedinho, ou apaixonados por cameras que curtem mais o equipamento do que o produto final.

(O Globo, Economia, 21.7.2012)

Anúncios

5 respostas em “Lytro: a nova novidade

  1. Não sei porquê, ando muito pouco permeável a essas coisas…
    Espero que você tenha oportunidade de testar o novo Nokia com câmera de 41 Mp. Eu atualmente só tenho o Blackberry do trabalho e mais cedo ou mais tarde vou precisar de um telelê só para mim.

  2. O:T::
    Queridos,preciso da recomendacao de vcs para uma clínica séria e nao cara para aplicacao de botox.Alguem conhece ou teve experiencia com alguma?Brigadim!

Diga lá!

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s