Os hotspots diferentes

Vivo num apartamento retangular, comprido e antigo. Entre o escritório, onde ficam o computador, o modem e o roteador, e a sala, há um closet, um banheiro e suas respectivas paredes, bem grossas. O resultado é que só tinha wi-fi na metade da casa: no escritório e nos quartos, que ficam mais perto do roteador. Na sala, nem suspiro de rede. Este é um problema comum no Brasil e em outros países onde se constrói com alvenaria. Os roteadores são em geral desenvolvidos nos Estados Unidos, onde a maioria das paredes é fina e não apresenta problemas nem para a rede wi-fi, nem para os telefones sem fio, as outras vítimas de vigas e paredes.

Há tempos vinha pensando em como poderia resolver isso. Sala sem wi-fi é, como sabemos todos nós que vivemos conectados, um grande atraso de vida. A solução mais óbvia seria comprar um segundo roteador, configurá-lo e  instalá-lo como ponto de acesso no final do corredor. De lá, ele retransmitiria o sinal para toda a sala e para a cozinha. Mas nunca gostei dessa idéia porque significaria puxar um cabo pela casa e, por mais bem feito que o serviço ficasse, seria sem dúvida uma solução anti-estética.

O problema foi finalmente resolvido com um esperto kit da Netgear chamado Powerline Av 200 Wireless-N Extender, que usa a rede elétrica da casa para transmitir a conexão. Seus dois adaptadores funcionam da seguinte forma: um é conectado ao roteador existente através de um cabo e espetado na tomada. O outro pode ser levado para qualquer outro canto da casa onde haja uma tomada; lá, uma vez plugado, passa a fazer o papel de hotspot. Pode funcionar como wi-fi ou como rede convencional através de cabo. Mas nada de cabos pelo corredor e de roteadores pendurados na parede! Meu lado dona-de-casa vibrou com a solução, e meu lado nerd está no paraíso, com wi-fi decente pela casa inteira.

o O o

E, por falar em hotspot, a polêmica da semana foi o uso de moradores de rua como hotspots no South by Southwest (SXSW), encontro de música e tecnologia realizado em Austin, Texas. Tudo começou quando uma empresa de publicidade entrou em contato com um abrigo para moradores de rua, e contratou 13 deles para carregarem engenhocas que ofereciam acesso 4G a quem estivesse perto. Os hotspots ambulantes andavam com camisetas que informavam seu status aos transeuntes, junto com um número para o qual deveriam mandar um sms caso quisessem se conectar. Cada morador de rua ganhou U$ 20 diários pela promoção, mais as eventuais gorjetas conseguidas.

 A iniciativa dividiu os participantes da SXSW. Para muitos deles, o uso dos moradores de rua foi uma boa idéia, por dar trabalho a pessoas desempregadas e, ao mesmo tempo, promover uma interação, ainda que transitória, entre camadas sociais que normalmente não se comunicam. Para outros, a transformação de humanos em hotspots foi muito perturbadora, e relembrou o tempo em que homens-sanduíche percorriam as ruas com cartazes. Esses acharam a idéia execrável, uma exploração desavergonhada de seres humanos.

E o que acharam os moradores de rua, os mais diretamente envolvidos no fuzuê?

— Estou me vendo como um empresário, — disse Clarence, entrevistado por vários jornais. – Tenho uma mercadoria para vender.

No fundo, tenho a sensação de que ele é quem tem razão. A única diferença entre o morador de rua que vende limões ou canetas e o morador de rua que vende acesso wi-fi é que uma mercadoria se pode pegar, e a outra não…

(O Globo, Economia, 17.3.2012) 

PS — O Netgear Powerline Av 200 Wireless-N Extender Kit ainda não está disponível para venda no Brasil, ao menos ao que eu saiba. O meu foi trazido por um amigo que estava nos Estados Unidos. No mercadolivre.com encontram-se alguns modelos de extensão de rede pela corrente elétrica da própria Netgear, mas não são wi-fi, ou seja, é preciso usar cabo no adaptador que fica na tomada de onde se quer usá-lo.

Para quem está muito desesperado por um kit desses: a Amazom.com entrega o produto no Brasil, só que, de cara, o cliente precisa desembolsar U$ 312,43, em vez dos U$ 119,99 que ele custa regularmente. U$ 40 vão por conta do custo do frete, e a Amazon debita mais U$ 152,31 do cartão de crédito a título de adiantamento de taxas de importação. Pelos meus cálculos, o total do preço de importação (com os 60% de imposto, aplicados sobre produto e frete) é de 255,98; a Amazon diz que devolve a diferença.

Anúncios

43 respostas em “Os hotspots diferentes

  1. Cora,
    Achei muito interessante e achei em outro site nacional falando deste aqui TL-PA211KIT, que é até mais barato n Amazon. Vc se sabe se algum deles é melhor que o outro?
    Mário G Bomfim Pereira

  2. Tom e Cora,

    Tenho desejo de comprar o Kit aqui comentado, mas tenho dúvidas quanto à instalação:
    – é de fácil configuração? Plug and play?
    – meu roteador tem senha. após a instalação do kit tenho que configurar algo para manter a senha no novo dispositivo?

    Obrigado,

    Luiz

  3. Retirado do site da Netgear das perguntas mais frequentes:
    Can Powerline be used in homes across multiple phases?
    Yes, but you may suffer a noticeable loss in performance.
    Portanto não se trata de complicar; basta ler o que o próprio fabricante informa; perda notável de performance em sistemas de fases múltiplas(trifásicos).

    • oi Rafael: este Linksys é um ‘Repetidor de Sinal‘ (Range Extender) e não um PLC.
      Leia todas as discussões abaixo…

    • Rafael,
      Vc usa IP estático ou dinâmico? Tenho um aparelho desse e vira e mexe perco o sinal nos aparelhos. Assim que tiro o aparelho da tomada tudo volta ao normal…
      Obrigado,
      Luiz

      • Oi Luiz…IP dinâmico e de fato alguma vezes tb perco sinal…mas não é muito frequente. Acho que tb entra aí alguma interferência de redes adjacentes, mas confesso que ainda não consegui descobrir. Ele acaba pareando sozinho e volta tudo ao normal, mas quando a coisa encrenca de vez eu dou logo um reset no roteador e dá tudo certo

        • Rafael,

          Muito obrigado pela resposta. Aqui em casa o sinal some muitas vezes com o RE100, sendo assim estou fortemente inclinado a comprar o Netgear. Vou só esperar a oportunidade de comprar nos EUA.

          Obrigado,

          Luiz

  4. Cora, existe um produto similar a venda no Brasil. Eu comprei 3 no Infocentro. É o WIRELESS-G RANGE EXPANDER, modelo WRES4G da CISCO LINKSYS. Seu manual diz q basta plugar na tomada q ele identifica a rede. Eu preferi configura-lo com IP fixo. Ele funciona muito bem. Na época paguei aproximadamente R$ 350,00 cada.

    • oi Beto: não é similar, mas pertence à uma outra categoria, já devidamente discutida abaixo: os Repetidores de Sinal, que precisam ser posicionados dentro do raio de cobertura do WiFi principal, para jogar o sinal adiante.

      Melhor desenhar [‘)))’=’Sinal WiFi’]:

      Repetidor [H= Home Router], [R=Repetidor], [B=posição remota, laptop/tablet]
      H))))))))))))))))))))))))))))))))))R))))))))))))))))))))))))))))))))B
      O ‘R’ precisa pegar o sinal WiFi emitido pelo ‘H’ e retransmití-lo para o ponto ‘B’

      PLC – Power Line Connection [‘====’ = ‘Fiação Elétrica’], [P=Powerline WiFi]
      H=====================================P))))B
      A rede elétrica da casa leva o sinal até o Powerline WiFi, plugado em qualquer tomada da casa, que dali transmite via WiFi (ou cabo de rede, opcional) para o laptop/tablet, a partir de uma tomada ao lado do sofá

      😉

  5. Concordo com o Renan Olivetti, basta apenas instalar um repetidor simples no corredor e pronto. Aqui na Alemanha as paredes das casas são ainda mais grossas que no Brasil e os repetidores funcionam super bem. A solução pela tomada também existe, mas sinceramente, para que misturar e mexer em time que está ganhando? Uso dois repetidores da mesma marca do roteador e pronto, tudo compatível e nota dez! Acho a melhor solução.

    • Concordaria com o Renan e a Mary se bastasse apenas instalar um repetidor simples no corredor…

      No entanto, devido às características de layout e tomadas no apartamento da Cora, esta solução não se apresentava satisfatória. Sinceramente: para que insistir num time que não está ganhando?

      Como em tudo na vida, não existe uma única solução-padrão para todos os problemas. Mas existem soluções adequadas para cada caso, sobretudo quando sabemos pesquisar as alternativas disponíveis 😉

      Ok?

      • Caríssimos Cora e Tom,

        Sem querer abusar, me ajudem nessa questão?

        Tenho um problema similar ao da Cora na minha casa e, após a leitura da coluna, fui fuçar na amazon do Canada (estou indo prá lá na semana que vem). Vi o gadget que vcs estão usando aqui e vi também um que me PARECEU a mesma coisa, mas não tenho certeza que o seja.

        Se sim, a promessa é de um pouquinho mais de velocidade de transmissão de dados, com a vantagem de estar custando 15% mais barato que o aparelho aqui mencionado (no site canadense).

        Logo, repetindo, se não for abusar da boa vontade e do conhecimento técnico de vocês, o “Powerline Av 500 Adpter kit by netgear” (que foi o que achei mais barato na loja da Amazon do Canada) cumpre a mesma função do aqui testado “Netgear powerline Av 200 wireless-N externder kit”?

        Obrigada,

        • oi Cristiana,

          Lá em baixo (Tom Taborda on 18.03.2012 às 14:58 said), postei um link para as três linhas de produtos Powerline. Sendo este AV 500 o de maior velocidade. Boas compras!

          • Oi Tom,

            Obrigada pela atenção e pela informação. Depois volto aqui prá comentar o funcionamento da geringonça.

            Ah… E o obrigada à Cora pela cessão do espaço.

            Até a próxima.

          • de nada, Cristiana,

            ATENÇÃO: o AV 500 não é WiFi; ele tem apenas uma tomada Ethernet (Gigabit-fast wired connection, cabeado de Alta-Velocidade), para nele plugar um BluRay-Player, ou TV com entrada de rede, para assistir vídeos da Internet.

    • hehehe, mtemporal…

      Ela é tão blasê no “novidade alguma”, que seria divertido o desafio: uma excursão aos especializados InfoCentros, indagando sobre o produto; cada vez que o balconista não tivesse a menor idéia do quê pedíamos, ela me pagaria R$ 100; qdo o balconista demonstrasse saber exatamente o que era um Kit Powerline WiFi, eu pagaria R$ 200 à ela (teria sido ainda melhor antes da coluna “não é, exatamente, uma novidade” da Cora).

      Que tal? E ainda estou dando ‘de lambuge’ a vantagem de indagarmos a vendedores da área de Informática e não o público-geral de leitores de um jornal. Será que ela toparia?
      😉 😀

  6. Prezada Cora:
    Esse kit Powerline não é, exatamente, uma novidade.
    Infelizmente, porém, não basta o kit. As instalações elétricas não seguem um critério, aqui no Brasil. Nem todos os apartamentos têm três fases e ainda tem-se que “adivinhar” em qual delas instalar o kit.
    Enfim, aqui, tudo se complica!

    • ? mas o Tom acaba de dizer que o aparelho funciona em qualquer fase
      aliás eu fiquei sem entender, logo de início- porque não funcionaria ?
      … quanto às residências sem trifasico, provavelmente todas com computador e TV, o problema persiste até na hora de ligar um liquidificador… ou secador de cabelos… ou aspirador: puxam bem mais energia- acredito- do que este aparelhinho

    • Sim, tem — sobretudo — pessoas que gostam de complicar…

      Em nenhum momento, a questão da fase ou trifásico foi considerada ou citada como um problema. Talvez, hipoteticamente, isso possa a ser um problema. Se vc tivesse certeza do quê afirma, bastava fazer a ressalva “somente funciona em instalações trifásicas”. Mas qualquer equipamento é passível de não funcionar, devido a circunstâncias individuais e específicas das instalações; porém…

      Em três apartamentos testados, depois do kit instalado, tivemos sinal de WiFi em qqr tomada da casa, dispensando ter que “adivinhar”, seja lá o quê for

      Havia somente uma dúvida: se o Powerline ‘A’ fosse instalado no escritório e o Powerline ‘B’, na sala, poderia não funcionar se tais aposentos fossem servidos por disjuntores individuais, ou seja, se estivessem em circuitos diferentes na casa. Mas funcionou, independente dos disjuntores, nos três apartamentos testados.

      O Netgear Powerline WiFi foi lançado no meio do segundo semestre (Fall) de 2010. Mas tampouco é, exatamente, algo de conhecimento público…

      E foi este serviço para os leitores, apresentando soluções, que a Cora a todos nos prestou

  7. querida cora, veja como sao as coisas! esta semana vi as obras completas do RK narayan a venda aqui por poucas rupias e me lembrei de voce! entrei no seu blog para dar uma espiada e vi, logo ali abaixo, um post sobre narayan! não resisti e vim deixar um alô!
    e também aproveitar para compartilhar um link da timeout delhi, com dicas de livros regionais sobre a india. passei ali no khan market para dar uma espiada nas sugestoes e, pelo que pude perceber, so tem coisa boa. espero que seja util! ainda te devo pela dica do dalrymple! http://www.timeoutdelhi.net/client_coverstory/client_coverstory_details.asp?code=721
    beijos saudosos diretamente de delhi,
    luis

  8. Oi,
    Tenho o mesmo problema com paredes, na minha sala nada pega. Acabei de comprar o Airport da Apple, falaram que pegaria…Não pega ainda ! Esse seu modelo é compativel com o Airpot ?
    Obrigada,
    Vera

    • Oi vera: sim, é compatível com o Apple Airport Extreme. Basta plugar o Powerline ‘A’ numa das três Ethernet Ports com o cabo-de-rede incluído no kit; em seguida, plugá-lo numa tomada na parede (não deve ser plugado num Filtro de Linha)

      E depois plugar o Powerline ‘B’ WiFi em qqr outra tomada da casa. Esperar um reconhecer o outro e pronto (depois da configuração inicial de praxe de um dispositivo WiFi, é claro)

  9. Dentro do site brasileiro da Netgear.com.br tem uma página (em inglês) sobre a linha
    Powerline, com três grupos de produtos, segundo a velocidade de conexão desejada (para assistir filmes HD na TV da sala, tem o kit ‘High Performance’). Quem sabe ele é vendido no Brasil… (o ‘Fale com a Gente‘ está lá prá isso)

    Oi Daniel: o roteador do escritório é ‘N’ e o sinal não chega na sala.
    Lembrando tb que costumamos valorizar apenas a potência de transmissão do roteador e nos esquecemos da potência de transmissão do laptop/tablet, para seu sinal chegar de volta lá no distante roteador (imagine a conversa entre um estentórico feirante e uma tímida mocinha afônica, distantes um do outro)… Trata-se de uma via de mão-dupla…

    Oi Renan: com a opção do repetidor, um sinal utilizável chegava somente quase no fim do corredor (onde não havia tomada, problema menor), mas ainda situando o repetidor dentro de um ‘sanduíche’ de paredes, prejudicando a distribuição do novo sinal na sala da frente

    A solução mais estável era mesmo passar um cabo-de-rede do escritório até a sala e plugar ali um segundo roteador WiFi.

    Mas a elegância da solução Powerline — que transforma qualquer tomada da casa num HotSpot — foi imbatível.

    Obs.: havia uma dúvida se funcionaria entre circuitos (disjuntores) diferentes da casa; CONFIRMADO: funciona perfeitamente em circuitos diferentes, em todas as tomadas testadas.

    • Funciona em disjuntores diferentes , em casa servida por sistema monofásico(sistemas monofásicos também apresentam divisão de circuitos através de disjuntores); no site do próprio fabricante está descrito, não garantem funcionamento em sistemas trifásicos, isto é, se a tomada “transmissora” estiver servida por uma fase, e a “receptora” em outra; abs

  10. No cálculo faltou jogar o imposto de importação, 60%, e em cima desse total, embutir o ICMS de 19% sobre o valor do produto com frete e imposto de importação. Além disso, cobram US$10 de desembaraço aduaneiro. Esse cálculo sempre foi feito assim quando recebia produtos por courriers (fedex, ups, dhl).
    pelas minhas contas, deu até um pouco mais, US$314,62.

    • às vezes, gastar um pouco mais no router compensa. tem modelos 802.11n com três antenas e mais potência que fornece boa cobertura mesmo através de paredes. se mesmo assim não funcionar, uma opção é trocar uma das três antenas omni por uma antena direcional e apontar pro lado que a cobertura é deficiente.

  11. Eu também moro em uma casa cheia de paredes e a solução aqui foi a de utilizar um repetidor de sinal. Não precisa de transmitir pela rede elétrica. Ele simplesmente pega o sinal do roteador e repete para uma área de sombra. Foi bem barato, comprado no centro da cidade.

    Funciona assim: Digamos que em un corredor no meio da casa você consiga pegar o sinal bem fraquinho e na sala, nada. Você coloca um repetidor no corredor e ele repete o sinal do roteador até aonde consegue. Não precisa de cabos, só de uma tomada. E como é barato, caso não funcione você coloca outro na sala pra repetir o sinal do corredor.

    Aqui em casa resolveu bem o problema, espero que os ajude.

  12. Tenho um amigo que comprou um Kindle básico na Amazon, e viveu o mesmo susto da cobrança adiantada dos impostos. Recebeu tudo de volta, direitinho, no cartão.

  13. Cora,
    Eu quero este kit, quem mais lê a Cora que pode trazer por um preço justo?
    Espero que no mercado livre comece a aparecer e quem sabe no Boa dica tb.

    • É verdade Marise. Essa foi uma polêmica muito besta.
      A dificuldade desses desabrigados conseguirem emprego é enorme, foi de grande valia sim!
      Tudo que o humano quer é ser aceito, alguns mandam essa mensagem de uma forma estranha e não entendemos (uns querem mostrar que sabem tudo, outros são agressivos) fazem de um tudo; esses moradores de rua com toda certeza ficaram muito felizes em saber que podem, de forma digna, garantirem a sua sobrevivência.

      • Estou com vocês, Marise e Catarina. Achei a idéia ótima, embora sempre
        existam os “espíritos de porco” (coitado do porco…) para implicar com
        qualquer iniciativa que seja um pouco diferente do convencional.
        Beijos para ambas.
        Vera Scheidemann

Diga lá!

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s