Emergência botânica

 

 

 

 

 

 

Pessoas, estamos com um problema. Mamãe tem umas plantinhas de estimação às quais é muito apegada. Pois duas das mais queridas estão com problemas de saúde, e ela está perdendo o sono por conta disso. O Felipão (um mandacaru) apareceu com feias manchas pretas (vide foto) e ela não sabe o que fazer. E a renda portuguesa (um tipo de samambaia) está perdendo as folhas. Mas as folhas não amarelam, nem secam, nem apodrecem antes de cair. Num momento estão lá, gloriosas e verdinhas, e no momento seguinte, puff! caem, sem mais nem menos.

Será que alguém sabe o que está acontecendo?  Antecipadamente agradeço qualquer ajuda.

Anúncios

35 respostas em “Emergência botânica

  1. Este post está parecendo aquele conto do menino, do velho e do burrico, indo numa estrada, para a feira. Cada um(a) diiz algo diferente ou, de maneira diversa, aplica o mesmo produto
    Chegou a alguma conclusão, quanto ao que faxer, @cronai? Pobres plantinhas…

  2. Cora, minha planta estava com as folhas com uns pontinhos que pareciam ferrugem. Eu via uns carocinhos e pensava que era algum tipo de semente. Uma pessoa me disse que são “scales”, são uns insetinhos que não se movem. Eles deixam um “queimado” nas folhas. Pensei que poderia ser isto, no caso do cactus.
    No caso da renda portuguesa, o meu bonsai também vivia lindo, cheio de folhas, depois caía tudo. Perguntei na loja de plantas e me disseram que é quantidade de água irregular. Às vezes eu rego todos os dias, às vezes esqueço. Coloquei o bonsai perto de uma janela e agora rego todos os dias. As folhas permaneceram (bom, os galhos que não são atacados por gatos estão bem!).

    Olha só como estão as coisas por aqui hoje: http://www.flickr.com/photos/msuarez/6721587797/

    Bem fresquinho!!!

  3. Lucy,depois que a Comlurb assumiu a poda das árvores só estamos vendo estes absurdos pela cidade!!! Assisti uma palestra c/ o Carlos Lessa,economista e amante fervoroso do Rio, em que ele denunciava esta estupidez.Moro no Flamengo e vi como eles efetuam a poda sem o menor critério,qdo reclamei disseram que haviam engenheiros supervisionando,não vi ninguém c/ cara de supervisor.

    • Pois é, Olga Maria, um absurdo, uma ignorância, uma irresponsabilidade e uma total falta de sensibilidade. Talvez eu não tenha me explicado bem, pois não relatei apenas podas absurdas. O que relatei foi que as árvores foram cortadas, rente ao chão! Isto num parque! Numa época em que há toda uma preocupação com o meio ambiente. Como é que a Prefeitura corta árvores?! Enquanto isto, a Prefeitura não trata das árvores infestadas por cupins e, em toda a cidade, vemos árvores infestadas pela parasita popularmente conhecida por “erva de passarinho” que, literalmente, mata a árvore. Não fazem nada, mas vão lá e cortam árvores sadias, total insanidade!
      Obrigada por compartilhar do meu desgosto e estarrecimento!
      Um abraço,
      Lucy.

  4. Eu prometi voltar com notícias mas saí antes do jardineiro chegar! 😦 Mas já tem tanta recomentação boa por aqui, que espero que Felipão e a samambaia fiquem curados, fortes e cresçam feito o pé de feijão do João.

  5. Meu amigo Renato respondeu hoje sobre as plantas. Escrevo na íntegra aquilo dito por ele:

    “Eu não sou botânico, mas pela minha vivência e leitura, esse cacto – mandacaru – é de região quente. Portanto, requer pouca água e muita luz e calor. O que está acontecendo, é que ele está com falta de luz direta (sol) e excesso de umidade. Com isso, os fungos proliferam. Eu trouxe algumas mudas de Alagoas e umas morreram em decorrência do local que plantei. As que recebem sol intenso estão verdinhas, viçosas.

    Com relação à Renda Portuguesa, talvez seja o excesso de água e falta de luz. Ela requer meia sombra e umidade. Não água em demasia.

    Eu indico para as duas plantas, aliás para todas, uma colher de café de BPK 10+10+10 espalhada na terra, que é um fertilizante e uma colher de chá de farinha de ossos, espalhada da mesma forma. É rica em cálcio e fósforo.

    Há um CD muito bom, chamado Plantas Ornamentais no Brasil. Ele informa sobre forma de plantio, nomes populares, científicos, luz, maneira de reprodução. São mais de 700 plantas!

    Os fungos nasceram pelo excesso de água e falta de luz. Outra receita, além do fumo de rolo que pode ser colocado somente em água fria e não fervida para não tirar as propriedades, forma uma calda que pode ser pulverizada a cada 3 dias na planta. Outra receita que resolve, é sabão de coco com água.

    O NPK 10+10+10, eu prefiro o granulado, posto na terra ou xaxim. À medida que a planta for regada, o fertilizante lentamente é dissolvido e absorvido pelas raízes.

    Ele, mais a farinha de ossos são vendidos em casas de plantas, e ainda em supermercados como Carrefour, Extra…”

    Espero que seja útil.
    Abraços.

  6. Olha, quanto ao Felipão, não sei o que dizer, mas com a renda portuguesa e samambaias em geral já me aconteceu algo parecido. Acabei descobrindo umas lagartas verdes, que se confundem com as folhas e são difíceis de perceber, principalmente durante o dia. Será que alguma borboleta muy amiga não andou botando ovinhos por aí?
    Não gosto de inseticidas, mas acabei resolvendo o problema borrifando um específico para plantas, chamado Dimy, bem diluído em água segundo a bula. E tomando o cuidado de não deixar por perto os pets.
    Outros predadores que também aparecem nesta época de chuvas são lesmas (daquelas sem concha, argh…) e uns caramujos pequenos e redondos. Que eu saiba, ambos se escondem na terra e ficam inencontráveis durante o dia. Uma vez me ensinaram uma gororoba, preparada com algum legume esmagado (chuchu, batata…) e cerveja, e colocada sobre a terra no início da noite. Mas, como não lembro se havia mais ingredientes nem a proporção entre eles, não sei dar a receita.
    Espero que algum especialista já tenha ajudado com dicas melhores!

  7. Pessoal: obrigada pelas dicas. Aqui vão mais algumas informações:
    Mamãe não rega demais, não! Ela cuida hiper bem de plantas, que se dão bem com suas mordomias
    , sempre que tem uma morrendo por aqui (eu sou assassina de plantas!) mando para ela e elas renascem. Para o cacto, ela dá pouquíssima água, inclusive tem vários outros cactos lá, felicíssimos. O cacto não pega sol, mas está na frente de uma janela, com muita luz natural.
    A renda está plantada em xaxim do bom e não parece ter nenhuma praga….

  8. Enviei nota e foto para um amigo meu, artista plástico, que entende de plantas e tem muitas, de diversas espécies. Mora em Sampa, numa área enorme e florida.
    Vamos ver se ele nos responde.

  9. TInha uma renda portuguesa na varanda que não pegava sol e eu regava “bem”. Quase morreu. Mudei para um canto da churrasqueira, lá fora, onde não pega sol algum, mas pega chuva, fica encharcada, um horror…. Tá que é só brotos, viveu, tá linda. Mas eu desconfio da minha gata, que, safada, às vezes fazia uns pipis no vaso. Isso pode acontecer na sua casa???? Se não for… só pode ser bicho no solo.
    Quanto ao Felipão…. não é amor demais, não???? Mandacaru é cacto, puxa água do fundo, no deserto, nos terrenos secos. Eu boto água quase com conta-gotas.
    No mais, um adubo de quando em vez, vai bem!!!!
    Beijos e espero que resolva logo!!!

  10. Se for algum tipo de parasita- e é possivel que seja um fungo- a receita parece bruxaria, mas não é: tem que pegar um pedaço de fumo de rolo (vende em loja de macumba) de uns 8-10cm e ferver em um litro de água. Depois, munida da paciência que eu imagino que sua mãe tenha, com um algodão embebido na infusão (fria) ir lavando, frente e verso, folhinha por folhinha, sem usar o mesmo algodão muitas vezes no mesmo local, pra não reinfectar. O cheiro é ruim, mas é inóquo pras plantinhas e mata tudo, inclusive pulgões. Já salvei um jasmim, assim.
    Pode-se tentar, mal não faz.
    A menos, claro, que outra pessoa tenha um dianóstico mais preciso.
    Abraço na Professora Nora.

  11. Minha mãe perguntou se o Felipão está tomando sol e se ele fica fora de casa.
    A renda portuguesa minha mãe disse que é a falta de nutrientes.

      • Minha mãe falou que as manchas são pela falta de sol mesmo. Coloque no sol e água só de 15 em 15 dias.
        Pra renda portuguesa um adubo Npk 10 10 10 de preferência liquido.

  12. Deve ser o tempo: muita umidade, muita chuva, muito calor uma hora e na outra não, planta não gosta de mudanças, nem de lugar nem de tempo, estressa logo, só conversando com elas para saber ao certo.
    A minha tia-avó Mariá tinha uma varanda cheia de avencas e rendas-portuguesas, num verde tão delicado, uma coisa bonita, meus olhos de menina nunca esqueceram disso, lembrei agora…

  13. Ja viu se a famiglia não anda passeando pela renda portuguesa? folha de planta que cai inteira lá em casa é coisa de bichano safado…

  14. oi, menina. bom procurar um especialista mesmo. uma dúvida: a renda portuguesa passou por algum estresse (mudança de lugar, troca de vaso, mudança brusca na iluminação, ou mesmo adubação recente)? isso pode afetar. mudanças bruscas na temperatura, correntes de ar também provocam quedas bruscas de folhas.

    ah, o Raul Cânovas, do Jardim das Ideias costuma ajudar: http://www.jardimdasideias.com.br/perguntas/enviar

  15. Oi, Cora,
    Minha mãe é paisagista e, falando com ela ao telefone, deu a dica do dedômetro – colocar o dedo na terra e ver se está muito encharcada, melada. Ela diz que pode acontecer um excesso de amor – mais de uma pessoa regar, ou por muito carinho, a planta receber mais água do que consegue absorver.
    Ela disse que vai olhar a foto do Felipão. Mas a princípio é isso.
    beijos,
    Cris

  16. Oh! Se isso preto no Felipão fossem cáries eu resolveria, juro!
    Mandacaru não tem dentes, portanto amanhã cedo eu levo a foto com a história da doença pro jardineiro aqui do prédio, pergunto e volto aqui, tá?

  17. Cora, lamento, mas não posso ajudar. Vou usar este seu espaço, desculpe-me, para fazer uma denúncia. Costumo caminhar pela orla da Lagoa Rodrigo de Freitas, e observo plantas e animais, pelos quais sou apaixonada. Durante uns meses não fui lá e ao voltar, há poucos dias, fiquei chocada e estarrecida ao constatar o corte de árvores nas áreas em que a Prefeitura está fazendo obras. Cortaram 6 (seis) fícus, árvores adultas que davam generosa sombra. Cortaram mais seis arbustos, muito bonitos, que ficavam ao longo do muro que separa a área do Parque dos Patins da calçada da Av. Borde de Medeiros. Na mesma área, arrancaram, é incrível, inacreditável, (deixaram lá o buraco!) uma muda de árvore, plantada há uns três anos, mais ou menos, e que já estava com uns 3 metros de altura. Como é que isto é possível? Que tipo de pessoas são responsáveis por tal absurdo? Não me conformo!. Espero que você possa transmitir minha consternação aos orgaos “incompetentes”. Obrigada.
    Um abraço,
    Lucy

  18. Também tenho uma samambaia em situação parecida. As folhas delas simplesmente caem, sem nenhum sinal de apodrecimento. Engraçado que tudo em volta dela cresce bem e feliz(inclusive outra samambaia que me parece da mesma espécie).

    Boa sorte para a mamãe e vamos ver se algum botânico nos ajuda nessa.

    Abraços de um vizinho.

Diga lá!

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s