Nota técnica

Esta é a primeira viagem comprida que faço com o Macbook Air que comprei no começo do ano em Las Vegas. Não resisti à aparência e, sobretudo, ao peso do aparelhinho.

Em tese, ele é muito bom e funciona muito bem. O sistema operacional é suficientemente parecido com o Windows para não causar maiores estranhezas. Mas há um detalhe com o qual não me acostumo, e que é enfurecedor — o Macbook Air não tem tecla de DELETE, aquela simples e modesta tecla que nos permite apagar os erros da vida.

A tecla que responde por esse nome no seu teclado é o que nós, usuários de Windows, conhecemos como BACKSPACE.

É incrível como uma única tecla pode fazer falta e perturbar a vida do usuário.

Eu devia ter esperado mais um pouco para comprar o lindíssimo Samsung ultra-portátil que foi lançado poucos meses após a chegada do Macbook Air às lojas… 😦

Anúncios

29 respostas em “Nota técnica

  1. Confesso que nunca tinha percebido que nao existia o delete no MAC!! tenh um Mac Pro e um IPAd alem de um IPod Touch. Nunca tive problemas… Para mim o backspace era obviamente igual ao delete,,,,,,, Enfim, sou mesmo desligada….
    Quanto aos acentos e teclados, como todos ja devem ter notado, tambem nao tive problemas…. Nao uso acentos , nem coloco til nem cedilha…. Sou uma troglodita mesmo, Alias, minha tese de doutorado na PUC, nos idos de 1985, foi TODA escrita em CHIWRITER , um coisa horrorosa de ruim, num PCXT Cobra -reserva de Marcedo, e impresso numa impressora Rima carro grande matricial, que quando começava a imprimir fazia o predio perto do CTC tremer,,,,,,, Colocar acentos no CHIWRITER era tao esquizofrenico que nem tentei aprender…….. As formulas obviamente foram colocada aa mao…. Alias, mesmo hoje em dia colocar formulas de Fisica de Teoria de Campos num texto so com LaTex, Wiord nem pensar….

  2. Pois sucumbi ao Mac depois de anos usando Windows e me adaptei super fácil. Uma dica pra quem quer os acentos de português no Mac: System preferences = laguage & text = input sources = assinalar a função US International PC. Pronto, cedilhas, tils etc dominados. Gosto do Mac, pois ele trabalha pra mim. Cansei de trabalhar pra computador. Abraçps!

  3. Tom, os acentos todos existem. Quem usa o teclado americano normal no Windows, sem acentos, também sabe os shortcuts pra fazer acentos.
    A PageDown, é o control + arrow down
    A PageUp, é o control + arrow up
    A End, é o command + arrow down
    A Home, é o command + arrow up
    Print Screen, tem de várias maneiras. Não só da tela toda, mas como da aplicação em foco, ou de uma área específica da tela; selecionável.

    É simplesmente uma questão de se habituar ao sistema que se usa. Eu, por exemplo, uso o vi pra editar texto. Por que? Porque uso o vi em terminais o tempo todo e me habituei. Ah, sim. O vi roda nativo no Mac….

    • Não consigo colocar o sinal de interrogação e a barra inclinada sem ter que mudar do PT para EN.
      Como posso fazer sem mudar ?
      Obrigada.

    • Obrigado pelas ‘singelas’ explicações, hehehe 😉

      – Como um usuário Apple acende uma lâmpada?
      – Como o Jobs mandou: abaixe a maçaneta da porta e gire a chave na fechadura. Nada mais óbvio, é claro! Em breve, terão que comprar o acessório iLamp, proprietário, que — evidentemente — não será compatível com o iLamp 2.0

      Os demais usuários não-Apple acionam o interruptor (que existe para esta finalidade) na parede e pronto 😛
      Desfrutam das teclas diretas: ç, acentos, Delete, Home, End, PrintScreen, PgUp e PgDown (além — evidentemente — dos inúmeros e práticos ‘Atalhos de Teclado’, é claro); para não falar do prático ‘Drag & Drop’ de arquivos de áudio e vídeo sem tutelas de iTunes da vida

  4. E por falar em teclado:

    Teclado serve para se tascar dedo em tecla. Aí fabricantes de teclado fazem teclas que desbotam em pouco tempo. Só pode ser algum tipo de perversão sexual envolvendo dedos.

  5. Também me rendi ao Mac influenciada principalmente pelo meu irmão, designer gráfico e gênio, só que eu, simples mortal, arquiteta e usuária de computadores desde que se “mexia” com computadores, nunca tive problema em me dar bem com nenum, até que o Mac chegou em minha vida. Tanto que há mais de quinze anos em meu primeiro emprego eu era a Lulu Cibernética. Alguns poucos programas que eu uso (de vez em nunca) me deixam na dúvida entre fazer meu Mac virar um Windows, são eles o iMovie, o Garage Band e o iPhoto. Só que o resto é tão chato pra fazer que me enche a paciência. Detesto colocar um link em um email e aparecer um texto que não vai a lugar algum. Tudo é mais lindo, demorado e complicado. O que eu fazia em menos de um minuto leva agora uns cinco minutos. O Excel, que eu domino perfeitamente é em inglês, e por mais que eu fale inglês fluentemente eu simplesmente estou acostumada a usar o programa com funcões e fórmulas em português. O mouse é um show à parte, design lindo, parece a Eva do Wall-e, mas mesmo na velocidade máxima ele é lento demais… O meu Vaio antiguinho pega WiFi’s que meu Mac nem sabe existirem… Esse meu Mac vai virar Windows…

  6. Estou pensando em comprar o Macbook Air ou um desktop da Apple, mas ainda estou receosa… Uso com facilidade, ipods, iphone 4 e um ipad 2. O que me decepciona no ipad é não poder conectar o pen drive e passar minhas fotos para ele, ou ter um aplicativo como o picasa, no qual eu possa acertar a linha do horizonte, com uma ferramenta simples “endireitar” e enviar várias fotos num mesmo e-mail. Você conhece algum aplicativo com esses recursos? Trata-se de ignorância minha? Obrigada!

  7. Cora, eu troquei meu desktop PC por um mac há pouco tempo e o que eu mais sinto falta são as teclas home e end. O delete, confesso que nem tinha notado que não estava lá. Acho que porque no mac nunca precisei dar ctrl alt del para descobrir o que havia congelado e parado de funcionar. Não sinto nenhuma falta das constantes blue screens do PC. A propósito, estou adorando acompanhar a sua viagem! Um abraço.

    • ah? o teclado não tem ‘Delete’, ‘Home’, ‘End’, cedilha, til, acento agudo, circunflexo, acento grave. E, provavelmente, tb não tem ‘Pg Up’, ‘Pg Down’, ‘Print Screen’…

      O Sistema Operacional não permite ‘Drag and Drop’ para arquivos de música, ou vídeo sem passar pelo crivo e controle do iTunes…

      Étienne de La Boétie, em 1549 (publicado em 1574), é que tinha razão…

  8. Steve Jobs pessoalmente odiava que existisse a tecla delete, eu acho que ele achava redundante com backspace. 🙂

    • Tenho Mac ha 3 anos e n sabia dessa funcao! As vezes, so as vezes, sinto falta dela e agora sei a solucao!!

Diga lá!

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s